Agressão verbal no trabalho da Enfermagem na área hospitalar

Autores

  • Letícia de Lima Trindade Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Suellen Tainá Ribeiro
  • Elisangela Argenta Zanatta
  • Carine Vendruscolo
  • Daiane Dal Pai

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v21.54333

Resumo

Estudo de me?todo misto que buscou analisar os episo?dios de viole?ncia no trabalho, na forma de agressa?o verbal, contra profissionais de enfermagem em um cena?rio hospitalar. Foi realizado com 198 profissionais da equipe de enfermagem de um hospital catarinense, que responderam o Survey Questionnaire Workplace Violence in the Health Sector e entrevista. Identificou-se que 42,9% dos profissionais sofreram agressa?o verbal, um tipo de viole?ncia psi?quica associada ao cargo de enfermeiro (p=0,001), posic?a?o de chefia (p=0,004), cor branca (p=0,047), maior escolaridade (p=0,020) e sem companheiro (p=0,046). As entrevistas revelaram a banalizac?a?o da agressa?o verbal contra enfermagem e a falta de medidas de combate a esse feno?meno. Observou-se a elevada incide?ncia de agressa?o verbal contra a enfermagem no cena?rio e indi?cios da banalizac?a?o do feno?meno, o que impacta na qualidade da assiste?ncia frente ao desafio de instituir a cultura de paz e identificar, prevenir e tratar o problema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Letícia de Lima Trindade, Universidade do Estado de Santa Catarina

Enfermeira, Mestre, Doutoranda do Programa de Pòs-graduação em Enfermagem da Univeersidade Federal de Santa Catarina. Docente da Faculdade de Pato Branco e do Centro Universitário Católico do Sudoeste do Paraná.

Publicado

31/12/2019

Como Citar

1.
Trindade L de L, Ribeiro ST, Zanatta EA, Vendruscolo C, Dal Pai D. Agressão verbal no trabalho da Enfermagem na área hospitalar. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 31º de dezembro de 2019 [citado 27º de setembro de 2022];21:54333. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/54333

Edição

Seção

Artigo Original