Política de educação continuada institucional: um desafio em construção

Autores

  • Elisabeta Albertina Nietsche Universidade Federal de Santa Maria
  • Vânia Marli Schubert Backes Universidade Federal de Santa Catarina
  • Fabiane Ferraz Universidade Federal de Santa Catarina
  • Luciana Loureiro Universidade Federal de Santa Maria
  • Sandra Marcia Soares Schmidt Universidade Federal de Santa Maria
  • Helena Carolina Noal Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v11.46980

Palavras-chave:

Política Organizacional, Educação Continuada, Enfermagem

Resumo

Esta investigação de natureza qualitativa teve por objetivo descrever e analisar o exercício do processo de construção de uma Política de Educação Continuada Institucional de um Hospital Universitário da região sul do Brasil. A pesquisa envolveu membros da diretoria, coordenadores dos serviços e participantes dos programas de Educação Continuada das áreas administrativa, médica e de Enfermagem. A coleta de dados foi realizada pela técnica de Grupo Focal, mediatizada pela metodologia problematizadora desenvolvida no período de março a julho de 2005. Como problemas destacaram-se: deficiência de comunicação e de relacionamento interpessoal e despreparo dos profissionais para gerenciar. Nas conclusões, foi manifestado pelos sujeitos como necessidades para a construção de uma política de Educação Continuada Institucional: interação entre as três áreas e o envolvimento da diretoria geral; fortalecimento de parcerias entre os departamentos de ensino e o hospital Universitário; de considerar a Educação Continuada como inerente ao trabalho, dispondo de carga horária própria. A criação de comissões foi referida como uma estratégia para a operacionalização destas ações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elisabeta Albertina Nietsche, Universidade Federal de Santa Maria

Dra. em Enfermagem. Profa. Associado do Departamento de Enfermagem da UFSM. Coordenadora do GEPES/UFSM e Membro do Grupo de Pesquisa em Educação em Enfermagem e Saúde da Universidade Federal de Santa Catarina (EDEN/UFSC). E-mail: enietsch@terra.com.br

Vânia Marli Schubert Backes, Universidade Federal de Santa Catarina

Dra. em Enfermagem. Profa. Associado do Depto. de Enfermagem da UFSC. Coordenadora do EDEN/UFSC e Membro do GEPES/UFSM. Diretora de Educação da ABEn-SC- Gestão 2005-2007. Pesquisadora CNPq. E-mail: oivania@nfr.ufsc.br

Fabiane Ferraz, Universidade Federal de Santa Catarina

Enfermeira. Mestre em Enfermagem. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFSC (PEN/UFSC). Bolsista CNPq/PEN/UFSC. Membro do EDEN/PEN/UFSC e GEPES/UFSM. E-mail: olaferraz@yahoo.com.br

Luciana Loureiro, Universidade Federal de Santa Maria

Enfermeira do Hospice San Martino de Como-Lombardia (Itália). Membro do Grupo de Pesquisa GEPES/UFSM e EDEN/PEN/UFSC. E-mail: luloureiro23@hotmail.com

Sandra Marcia Soares Schmidt, Universidade Federal de Santa Maria

Msc. em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE/UFSM. Doutoranda do PEN/UFSC. Enfermeira do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM/UFSM). Membro do GEPES/UFSM e EDEN/UFSC. E-mail: sandra@smail.ufsm.br

Helena Carolina Noal, Universidade Federal de Santa Maria

Enfermeira do HUSM/UFSM. Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFSM. Membro do GEPES/UFSM. E-mail: hcn2@pop.com.br

Downloads

Publicado

01/06/2017

Como Citar

1.
Nietsche EA, Backes VMS, Ferraz F, Loureiro L, Schmidt SMS, Noal HC. Política de educação continuada institucional: um desafio em construção. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 1º de junho de 2017 [citado 28º de maio de 2022];11(2). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/46980

Edição

Seção

Artigo Original