A Teoria Fundamentada nos Dados nos estudos de Pós-Graduação Stricto Sensu da Enfermagem brasileira

Autores

  • Marcelle Miranda da Silva Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem Anna Nery
  • Marléa Chagas Moreira Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem Anna Nery
  • Josete Luzia Leite Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem Anna Nery
  • Marluci Andrade Conceição Stipp Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem Anna Nery

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v13i4.10433

Palavras-chave:

Enfermagem, Pesquisa Metodológica em Enfermagem, Educação de Pós-Graduação em Enfermagem.

Resumo

Estudo documental e quantitativo, que objetivou identificar as teses e dissertações defendidas nos Programas de Pós-Graduação em Enfermagem do Brasil que utilizaram o referencial metodológico da Teoria Fundamentada nos Dados (TFD) e analisar os aspectos epistemológicos destacados. Os dados foram coletados no Banco de Teses da CAPES, no recorte temporal entre 1996 a 2010. Foram levantados 99 resumos. Realizou-se a leitura analítica dos mesmos para constituição do tema ou problema da pesquisa e do enquadramento teórico. O maior número de produção foi em 2005, na soma dos dois níveis acadêmicos, e 54% das defesas foram sediadas na USP. As áreas temáticas mais expressivas foram: Saúde da Criança/Adolescente; Gestão em Saúde/Enfermagem; Saúde Coletiva e Saúde da Mulher. O principal referencial teórico utilizado foi o Interacionismo Simbólico. A TFD compreende uma metodologia que pode ser empregada na enfermagem, capaz de contribuir no desenvolvimento de novas investigações para o seu aprimoramento contínuo.

Descritores: Enfermagem; Pesquisa Metodológica em Enfermagem; Educação de Pós-Graduação em Enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelle Miranda da Silva, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem Anna Nery

Enfermeira, Doutora em Enfermagem. Professor Adjunto, Escola de Enfermagem Anna Nery (EEAN), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Rio de Janeiro, RJ, Brasil. E-mail: mmarcelle@ig.com.br.

Marléa Chagas Moreira, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem Anna Nery

Enfermeira, Doutora em Enfermagem. Professor Adjunto, EEAN, UFRJ. Rio de Janeiro, RJ, Brasil. E-mail: marleachagas@gmail.com.

Josete Luzia Leite, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem Anna Nery

Enfermeira, Doutora em Enfermagem. Docente, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, EEAN, UFRJ. Rio de Janeiro, RJ, Brasil. E-mail: joluzia@gmail.com.

Marluci Andrade Conceição Stipp, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem Anna Nery

Enfermeira, Doutora em Enfermagem. Professor Adjunto, EEAN, UFRJ. Rio de Janeiro, RJ, Brasil. E-mail: marlustipp@gmail.com.

Downloads

Publicado

31/12/2011

Como Citar

1.
Miranda da Silva M, Chagas Moreira M, Luzia Leite J, Andrade Conceição Stipp M. A Teoria Fundamentada nos Dados nos estudos de Pós-Graduação Stricto Sensu da Enfermagem brasileira. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 31º de dezembro de 2011 [citado 2º de julho de 2022];13(4):671-9. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/10433

Edição

Seção

Artigo Original