EVASÃO ESCOLAR E O DESINTERESSE DOS ALUNOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Autores

  • Alvaro Rego Millen Neto Universidade Gama Filho
  • Ronaldo Pimenta da Cruz Centro Universitário de Barra Mansa
  • Simone da Silva Salgado Colégio Pedro II
  • Renata Ferreira Chrispino Universidade Gama Filho
  • Antonio Jorge Gonçalves Soares Universidade Federal do Rio de Janeiro e Universidade Gama Filho

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v13i2.7559

Resumo

O artigo aborda a evasão escolar e o desinteresse dos alunos nas aulas de Educação Física. Aponta-se para algumas das propostas de combate à evasão escolar no Brasil, como a proposta de escolarização por ciclos e o programa Bolsa Escola, e as metas que tais investiduras conseguiram atingir. Com relação ao desinteresse, podemos pensar a problemática a partir de percepções que envolvem: a) questões sociais e econômicas que incidem sobre o processo de escolarização, tais como a necessidade de trabalhar para suprir as carências familiares; b) questões de dentro da escola, como a organização e estrutura da escola ou, mais especificamente, a relação dos conteúdos de ensino selecionados para compor o currículo da Educação Física com as experiências prévias dos alunos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alvaro Rego Millen Neto, Universidade Gama Filho

Mestre e Doutorando em Educação Física

Bolsista do CNPq

Ronaldo Pimenta da Cruz, Centro Universitário de Barra Mansa

Mestrando em Educação Física

Simone da Silva Salgado, Colégio Pedro II

Mestre em Educação e Doutoranda em Educação Física

Renata Ferreira Chrispino, Universidade Gama Filho

Mestranda em Educação Física

Antonio Jorge Gonçalves Soares, Universidade Federal do Rio de Janeiro e Universidade Gama Filho

Doutor em Educação Física

Pesquisador e bolsista de produtividade do CNPq

Publicado

2010-09-01

Como Citar

MILLEN NETO, A. R.; DA CRUZ, R. P.; SALGADO, S. da S.; CHRISPINO, R. F.; SOARES, A. J. G. EVASÃO ESCOLAR E O DESINTERESSE DOS ALUNOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Pensar a Prática, Goiânia, v. 13, n. 2, 2010. DOI: 10.5216/rpp.v13i2.7559. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/7559. Acesso em: 1 mar. 2024.

Edição

Seção

Ensaios