Uma professora de educação física, uma servidora em licença, uma professora associada, uma profissional liberal, um orientador de pós-graduação

singularidades de um grupo de pesquisa em meio à pandemia da Covid-19

Autores

  • Alex Branco Fraga Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil brancofraga@gmail.com
  • Daniela Meirelles Lagranha Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil dlagranha@hotmail.com https://orcid.org/0000-0003-4316-9044
  • Ana Paula Dahlke Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil anapauladahlke@hotmail.com https://orcid.org/0000-0002-8728-5322
  • Adriane Vieira Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil adriane.vieira@gmail.com https://orcid.org/0000-0003-3846-0873
  • Andressa Marques da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil dessa.marqs@gmail.com https://orcid.org/0000-0002-2762-0723

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v25.69721

Palavras-chave:

Educação de Pós-Graduação, Grupos de Pesquisa, Pandemia COVID-19, Vida

Resumo

Neste ensaio tratamos dos impactos da pandemia do novo coronavírus na produção de pesquisas a partir das experiências do grupo de pesquisa [IS][1], sediado na Universidade [IS]. Dividido em cinco partes, iniciamos situando as medidas administrativas adotadas pela universidade no enfrentamento dessa emergência político-sanitária. Depois, trazemos dados gerais sobre os impactos da covid-19 na produção nacional e resenhamos textos de filósofos e cientistas sociais escritos no alvorecer da pandemia. Em seguida, elencamos cinco notas cartográficas de integrantes do grupo de pesquisa [IS], que refletem a vida em tempos de isolamento acadêmico-social. Por fim, traçamos um panorama sobre como o grupo vem se reinventando diante da pandemia.

 

[1] [informação suprimida para garantia do anonimato da autoria]

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alex Branco Fraga, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil brancofraga@gmail.com

Licenciado em Educação Física pelo Instituto Porto Alegre da Igreja Metodista (1989), com mestrado (1998) e doutorado (2005) em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005). Atualmente é professor da Escola de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (EsEF/UFRGS), onde atua nos cursos de graduação em Educação Física e no Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano (PPGCMH). É coordenador da Comissão de Pesquisa da EsEF desde 2009, editor da Revista Movimento, integra a Comissão de Pós-Graduação do PPGCMH desde 2008 e compõe a Coordenação do Núcleo da Rede CEDES do Ministério do Esporte na UFRGS desde 2005. Juntamente com a Profa. Dra. Silvana Vilodre Goellner, lidera o Grupo de Estudos sobre Cultura e Corpo (GRECCO). Entre 2006 e 2008 foi coordenador da Comissão de Graduação da EsEF/UFRGS. Entre 2005 e 2007 foi editor da Revista Brasileira de Ciências do Esporte (RBCE), revista científica do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (CBCE). Tem experiência na área de educação física, em interface com as áreas da educação e saúde coletiva, com ênfase nas seguintes temáticas: cultura da vida ativa, políticas de formação profissional e práticas pedagógicas. É autor dos livros Corpo, identidade e bom-mocismo: cotidiano de uma adolescência bem comportada (Autêntica, 2000); Exercício da informação: governo dos corpos no mercado da vida ativa (Autores Associados, 2006); e é um dos organizadores do livro Educação física e saúde coletiva: políticas de formação e perspectivas de intervenção (Editora da UFRGS, 2007) e do livro Políticas de lazer e saúde em espaços urbanos (Editora Gênese, 2009).

Daniela Meirelles Lagranha, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil dlagranha@hotmail.com

Possui graduação em Fisioterapia pelo Centro Universitário Metodista - IPA. Especialista em Acupuntura pela Faculdade de Ciências da Saúde de São Paulo (FACIS) e Especialista em Método Pilates pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mestrado em Ciências do Movimento Humano pela UFRGS.Atualmente é doutoranda em Ciências do Movimento Humano na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), integrante do grupo de pesquisa Políticas de Formação em Educação Física e Saúde (POLIFES) e integrante do Grupo de Estudos e Pesquisa em Avaliação Institucional da ESEFID/UFRGS. Estuda as temáticas relacionadas a saúde, currículo, formação, ensino superior, avaliação institucional, fisioterapia, corpo, cuidado, corporeidades, corpocidades, práticas corporais e Método Pilates.

Ana Paula Dahlke, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil anapauladahlke@hotmail.com

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2014) e mestrado em Ciências do Movimento Humano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2017). Atualmente é doutoranda em Ciências do Movimento Humano na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, pesquisadora do Grupo de Pesquisa Políticas de Formação em Educação Física e Saúde (POLIFES) e cursa Licenciatura em Educação Física na mesma Universidade. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Saúde. 

Adriane Vieira, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil adriane.vieira@gmail.com

Professora associada do Departamento de Educação Física, Fisioterapia e Dança da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, possui graduação em Fisioterapia pelo Instituto Porto Alegre da Igreja Metodista (1991) e mestrado (1998) e doutorado (2004) em Ciências do Movimento Humano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Fez estágio pós-doutorado no departamento de dança da Universidade do Quebec em Montreal. Atualmente é professora no curso de Graduação em Fisioterapia e membro da equipe executiva da Critical Physiotherapy Network. Tem experiência na área de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, com ênfase em educação e promoção da saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: saúde coletiva, educação postural, educação somática e dores crônicas.

Andressa Marques da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil dessa.marqs@gmail.com

Possui Graduação em Educação Física pela Universidade Regional do Noroeste do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ (2014); Especialização em Educação em Direitos Humanos pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG (2020); Mestrado em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM (2017). Atualmente é Professora de Educação Física na Prefeitura Municipal de Canoas. Membro do grupo de pesquisa Políticas de Formação em Educação Física e Saúde (POLIFES/UFRGS).Tem experiência na área de Educação Física, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Física, Educação Física escolar, Formação de Professores, Currículo, planejamento e prática pedagógica.

Downloads

Publicado

2022-02-25

Como Citar

FRAGA, A. B.; MEIRELLES LAGRANHA, D. .; PAULA DAHLKE, A.; VIEIRA, A.; MARQUES DA SILVA, A. Uma professora de educação física, uma servidora em licença, uma professora associada, uma profissional liberal, um orientador de pós-graduação: singularidades de um grupo de pesquisa em meio à pandemia da Covid-19. Pensar a Prática, Goiânia, v. 25, 2022. DOI: 10.5216/rpp.v25.69721. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/69721. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Seção temática - Covid 19 e os desafios para a Educação Física