A perspectiva de professores de Educação Física sobre a Escola de Tempo Integral

Autores

  • Ricardo Manoel Zambelli Mestrando pela FEF-Unicamp. Professora da rede municipal de Campinas, SP
  • Olívia Cristina Ferreira Ribeiro Docente da FEF-Unicamp
  • Gabriel da Costa Spolaor Mestrando da FEF-Unicamp.
  • Gustavo José Santana Graduando da FEF-Unicamp
  • Débora Alice Machado da Silva Professora Doutora da rede municipal de Jundiaí, SP
  • Elaine Prodocimo Faculdade de Educação Física - UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v22.55114

Palavras-chave:

Escola de tempo Integral. Educação Física Escolar. Professores

Resumo

O presente estudo teve como objetivo analisar a inserção da Educação Física (EF) em duas escolas que participaram do projeto Educação de Tempo Integral implantado no município de Campinas/SP.  Foi realizada pesquisa qualitativa, por meio de entrevistas semiestruturadas, com 11 professores/as de EF que atuavam nas referidas escolas. Foram analisados os seguintes elementos: jornada de trabalho, estrutura de trabalho, matriz curricular, planejamento e interdisciplinaridade. Os resultados mostraram que não houve uma adequação da estrutura física para implementação da jornada completa; houve aumento na quantidade de aulas de Educação Física; há dificuldade na realização de planejamento conjunto e trabalho interdisciplinar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elaine Prodocimo, Faculdade de Educação Física - UNICAMP

Profa. Dra. em Educação Física, Docente da Faculdade de Educação Fisica -UNICAMP, Departamento de Educação Motora

Downloads

Publicado

2019-12-23

Como Citar

ZAMBELLI, R. M.; RIBEIRO, O. C. F.; SPOLAOR, G. da C.; SANTANA, G. J.; SILVA, D. A. M. da; PRODOCIMO, E. A perspectiva de professores de Educação Física sobre a Escola de Tempo Integral. Pensar a Prática, Goiânia, v. 22, 2019. DOI: 10.5216/rpp.v22.55114. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/55114. Acesso em: 5 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos Originais