Escândalo ou notícia: os discursos construídos pelas revistas Veja e Car ta Capital sobre as denúncias contra o PT e o Governo Lula

Autores

  • Denis Porto Renó Universidade Metodista de São Paulo
  • Taís Rios Salomão de Souza Universidade Metodista de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5216/c&i.v11i1.7495

Palavras-chave:

Jornalismo, mídia, discurso, imprensa, escândalo político, comunicação

Resumo

O Brasil assistiu a mais um escândalo político envolvendo representantes do povo, poder e dinheiro. E, mais uma vez, a mídia posicionou-se favorável a um ou outro lado. De certa forma, a mídia foi, novamente, co-responsável pela construção do bandido e do mocinho, utilizando-se de seu poder midiático e de suas ferramentas comunicacionais para exercer esse papel, merecedora de discussão quanto ao seu valor ético e moral. Por esses preceitos, justifica-se o estudo desse artigo, que analisa o papel exercido por duas importantes revistas brasileiras, uma de caráter massivo, populista, e a outra definida como forte formadora de opinião, lida pela elite e por um grupo de pessoas que definem ou redefinem os caminhos da nação, muitas vezes dos bastidores. Trata-se de um olhar crítico ao serviço que os dois recortes midiáticos têm realizado ante a missão majoritária da imprensa: a de informar.

Palavras-chave: Jornalismo, mídia, discurso, imprensa, escândalo político, comunicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-09-18

Como Citar

RENÓ, D. P.; SOUZA, T. R. S. de. Escândalo ou notícia: os discursos construídos pelas revistas Veja e Car ta Capital sobre as denúncias contra o PT e o Governo Lula. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 11, n. 1, p. 90–103, 2009. DOI: 10.5216/c&i.v11i1.7495. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/7495. Acesso em: 23 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos