Quando a arma é a notícia:

um estudo sobre a circulação de fake news

Autores

  • Carlos Sanchotene Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Divinópolis, MG, Brasil, carlos_sanchotene@yahoo.com.br
  • Daniela Nogueira Marques Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Divinópolis, MG, Brasil, danielanog.m@gmail.com

DOI:

https://doi.org/10.5216/ci.v24.56755

Palavras-chave:

Jornalismo. Fake News. Circulação. Redes Sociais Digitais.

Resumo

A partir do contexto das chamadas fake news, o objetivo deste artigo é entender como ocorre a disseminação de uma notícia falsa causa nas redes sociais digitais. Para tanto, foi elaborada uma pesquisa qualitativa sobre o caso da policial militar que matou um assaltante na porta de uma escola em Suzano, região metropolitana de São Paulo, em maio de 2018. Foram analisadas oito matérias retiradas de sites e do Facebook. O objeto de análise contribui para a compreensão do rumor como dispositivo social. Além disso, destacamos a web enquanto fonte de informação e o processo de adaptação do jornalismo a nova lógica midiatizada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Sanchotene, Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Divinópolis, MG, Brasil, carlos_sanchotene@yahoo.com.br

Pós-doutor em Comunicação (UFSM). Doutor em Comunicação e Cultura Contemporâneas (UFBA). Mestre em Ciências da Comunicação (UNISINOS).

Daniela Nogueira Marques, Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Divinópolis, MG, Brasil, danielanog.m@gmail.com

Jornalista graduada pela Universidade do Estado de Minas Gerais.

Referências

AGUIAR, Felipe M. de; COUTO, Nadia. As fake news e a crise da credibilidade jornalística: um estudo de caso. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Faculdade SATC, Criciúma, Santa Catarina, 2017. Disponível em: https://docero.com.br/doc/snv5e8e. Acesso em: 12 set. 2018.

BRAGA, José Luiz. Dispositivos interacionais. In: ENCONTRO ANUAL DA COMPÓS, 20., 2011, Porto Alegre. Anais eletrônicos [...]. Porto Alegre: Compós, 2011. Disponível em: http://compos.org.br/data/biblioteca_1657.doc. Acesso em: 15 set. 2018.

BRAGA, José Luiz. Uma teoria tentativa. Revista e-Compós, Brasília, v. 15, n. 3, 2012. Disponível em: https://www.e-compos.org.br/e-compos/article/view/811. Acesso em: 16 set. 2018.

BRAGA, José Luiz. Interagindo com Foucault: os arranjos disposicionais e a comunicação. Questões Transversais, v. 6, n. 12, dez. 2018. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/questoes/article/view/18081. Acesso em: 12 set. 2018.

DEJAVITE, Fábia Angélica. O jornalismo de celebridade e a propagação do boato: uma questão ética. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 25., 2002, Salvador, BA. Anais eletrônicos [...]. Salvador, BA: Intercom, 2002. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2002/Congresso2002_Anais/2002_NP2DEJAVITE.pdf. Acesso em: 16 set. 2018.

FERRARI, Pollyana. Fake news, pós-verdade e o consumo de informações. In: ENCONTRO ANUAL DA COMPÓS, 26., 2017, São Paulo. Anais eletrônicos [...]. São Paulo: Faculdade Cásper Líbero, 2017. Disponível em: https://pt.scribd.com/document/382230030/Fake-news-pos-verdade-e-o-consumo-de-informacoes. Acesso em: 13 set. 2018.

IASBECK, L. C. Os boatos: além e aquém da notícia: versão não autorizadas da realidade. Lumina, Juiz de Fora, v. 3, n. 2, jul./dez. 2000. Disponível em: https://www.ufjf.br/facom/files/2013/03/R5-Iasbeck-HP.pdf. Acesso em: 12 set. 2018.

LEMOS, André. Nova esfera conversacional. In: MARQUES, Ângela et. al. Esfera pública, redes e jornalismo. Rio de Janeiro: E-Papers, 2009. Prefácio.

REULE, Danielle Sandri. A dinâmica dos rumores na rede: a web como espaço de propagação de rumores virtuais. 2008. Dissertação ( Mestrado em Comunicação e Informação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/13796. Acesso em: 12 set. 2018.

REUMAUX, Françoise. Um rito oral urbano, o rumor. Trad. Eliana Alvarez. Proj. História, São Paulo, v. 19, nov. 1999. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/view/10872. Acesso em: 12 set. 2018.

SILVEIRA, Ada Machado; SANCHOTENE, Carlos; LAVARDA, Suélen. Quando as notícias mais compartilhadas são falsas: a circulação de boatos durante a semana do impeachment no Facebook. Comun. & Inf., Goiânia, Go, v. 20, n. 3, p. 99-112, out./dez. 2017. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/ci/article/view/46950. Acesso em: 12 set. 2018.

SOUZA, Kennedy Anderson Cupertino de; TESSAROLO, Felipe Maciel. Fake news: ética e credibilidade jornalística em risco. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 40., 2017, Curitiba, PR. Anais eletrônicos [...]. Curitiba, PR: Intercom, 2017. Disponível em: https://portalintercom.org.br/anais/nacional2017/resumos/R12-2419-1.pdf.

SPINELLI, Egle Müller; SANTOS, Jéssica de Almeida. Jornalismo na era da pós-verdade: fact-checking como ferramenta de combate às fake news. Revista Observatório, [S. l.], v. 4, n. 3, p. 759-782, abr. 2018. Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/observatorio/article/view/4629. Acesso em: 13 jun. 2018.

TRAQUINA, Nelson. Teorias do jornalismo: porque as notícias são como são. Florianópolis: Insular, 2005. v. 1.

Downloads

Publicado

14-07-2021

Como Citar

SANCHOTENE, C.; MARQUES, D. N. Quando a arma é a notícia: : um estudo sobre a circulação de fake news. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 24, 2021. DOI: 10.5216/ci.v24.56755. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/56755. Acesso em: 28 out. 2021.