O Twitter no rádio: as estratégias discursivas midiáticas de captura de ouvinte-internautas das rádios Gaúcha e Guaíba na cobertura do Grenal 408

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ci.v20i2.39534

Palavras-chave:

Rádio. Twitter. Estratégias midiáticas.

Resumo

Este artigo analisa as estratégias discursivas midiáticas utilizadas pelas Rádios Gaúcha AM 600 FM 93.7 e Guaíba 720 AM 101.3 FM, para capturar ouvinte-internautas por meio da rede social Twitter. O referencial teórico –metodológico é fundamentado na discussão sobre o panorama do rádio contemporâneo e a adoção de redes sociais digitais pelo rádio, focando sua abordagem nos usos do Twitter. A análise evidenciou a construção de contratos de leitura por meio de uma proposta de produção de sentidos capaz de constituir vínculos com os ouvintes-internautas. A criação de hashtags, publicação de conteúdos da cobertura radiofônica especialmente organizada e a ênfase dada às performances dos narradores Pedro Ernesto Denardin (Gaúcha) e Marco Antônio Pereira (Guaíba) foram as principais estratégias identificadas para capturar a audiência.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

MAICON ELIAS KROTH, Universidade da Beira Interior - Portugal

Departamento de Comunicação e Artes

FÁBIO GIACOMELLI, Universidade da Beira Interior

Departamento de Comunicação e Artes

Referências

CAGLIARI, A.; ZANOTTI, C. A. A participação dos ouvintes/internautas via Twitter na formação da programação da CBN Campinas. Anagrama, USP, nº2, ano 2012. Disponível em: <http://goo.gl/q3Qnrv> . Acesso em: 25 nov. 2015.

CANAVILHAS, J. Hipertexto e recepção de notícias online. Biblioteca on-line de Ciências da Comunicação da Universidade da Beira Interior. 2014. Disponível em: <http://goo.gl/FKo1fV> Acesso em: 10 dez. 2015.

CEBRIÁN HERREROS, M. La radio en la convergencia multimedia. Barcelona: Editorial Gedisa, 2001.

CEBRIÁN HERREROS, M. O rádio no contexto da comunicação multiplataforma. Rádio-Leituras, UFOP, n.02, ano 2, 2011. Disponível em: <https://goo.gl/gff96F>. Acesso em: 24 nov. 2015.

FAUSTO NETO, A. A deflagração do sentido. Estratégias de produção e de captura da recepção. In: SOUZA, Mauro W. (Org). Sujeito, o lado oculto do receptor. São Paulo: Brasiliense, 1995.

FERRARETTO, L. A. Alterações no modelo comunicacional radiofônico: perspectivas de conteúdo em um cenário de convergência tecnológica e multiplicidade de oferta. In: FERRARETTO, Luiz Artur e KÖCKNER, Luciano (Orgs). E o rádio? Novos horizontes midiáticos. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2010. Disponível em: <http://goo.gl/1MlBdx> . Acesso em: 03 dez. 2015.

FERRARETTO, L. A.; FLECK, P. Radiojornalismo e convergência: um estudo do uso das redes sociais nas rádios CBN, de São Paulo, e Gaúcha, de Porto Alegre nas eleições de 2014. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO. 38., 2015, Rio de Janeiro. Anais... São Paulo: Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, 2015. Disponível em: <http://goo.gl/uzZMEc> Acesso em: 25 nov. 2015.

HAUSSEN, D. F. O jornalismo no rádio atual: o ouvinte interfere? In: FERRARETTO, Luiz Artur e KÖCKNER, Luciano (Orgs). E o rádio? Novos horizontes midiáticos. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2010. Disponível em: <http://goo.gl/1MlBdx> . Acesso em: 03 dez. 2015.

KISCHINHEVSKY, M. Estratégias enunciativas da Rádio CBN e etiquetagem de conteúdos – A cobertura via internet do desabamento de prédios no Centro do Rio. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO. 35., 2012, Fortaleza. Anais... São Paulo: Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, 2012. Disponível em: <http://goo.gl/qFX0TR> . Acesso em: 24 nov. 2015.

KROTH, M. E. Contratos de leitura: narrativas do cotidiano como estratégia de captura e recepção no rádio. Biblioteca on-line de Ciências da Comunicação da Universidade da Beira Interior. 2010. Disponível em: <http://goo.gl/TRhO1H> Acesso em: 03 dez. 2015.

KROTH, M. E. O rádio como dispositivo de midiatização do social: um estudo do programa João Carlos Maciel, Santa Maria, RS. 209f. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação). Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2012.

LOPEZ, D. Radiojornalismo hipermidiático: tendências e perspectivas do jornalismo e rádio all news brasileiro em um contexto de convergência tecnológica. 299f. Tese (Doutorado em Comunicação e Cultura Contemporâneas). Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009.

LOPEZ, D. Radiojornalismo hipermidiático: tendências e perspectivas do jornalismo e rádio all news brasileiro em um contexto de convergência tecnológica. Covilhã: Labcom, 2010. Disponível em: <http://goo.gl/0zKzb9>. Acesso em 03 dez. 2015.

MANOVICH, L. El lenguage de los nuevos medios de comunicación. Buenos Aires: Paidós, 2006.

PRATA, N. Webradio: novos gêneros, novas formas de interação. 395f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada). Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008. Disponível em: <http://goo.gl/FJVyhx> . Acesso em: 25 out. 2015.

PRATA, N.; CAMPELO, W.; SANTOS, M. C. A utilização das redes sociais pelo rádio mineiro. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISADORES EM JORNALISMO, 8., 2010, São Luís. Anais...São Luís: Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo, 2010. Disponível em: < http://goo.gl/R0r5QM>. Acesso em: 03 dez. 2015.

RECUERO, R.; ZAGO, G. Em busca das “redes que importam”: redes sociais e capital social no Twitter. Líbero, v.12, n, 24, 2009.

ROCHA, G. O. O poder do Twitter como ferramenta de Comunicação. 50f. Trabalho de Conclusão de Curso. Faculdade de tecnologia e ciências sociais aplicadas (UniCEUB). Brasília, 2010. Disponível em: <http://goo.gl/5uSWLd> Acesso em: 03 maio 2015.

SALAVERRÍA, R. Redacción Periodística em Internet. Pamplona: Ediciones Universidad de Navarra, S.A, EUNSA, 2005.

SANTOS, G. P. A mudança nas rotinas de produção do radiojornalismo a partir do uso do Twitter: o caso da Rádio Gaúcha. 127f. Dissertação (Mestrado em Comunicação Social). Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013. Disponível em: <http://goo.gl/OIilsS> . Acesso em: 03 dez. 2015.

SCOLARI, C.; et al. “The Barcelona Mobile Cluster: Actors, Contents and Trends”. International Journal of Interactive Mobile Technologies, iJIM. nº 3, 2009. Disponível em: <http://goo.gl/S5Hfo7> . Acesso em: 07 out. 2015.

VERÓN, E. Fragmentos de um tecido. São Leopoldo: Editora Unisinos, 2004.

VIDELA RODRÍGUEZ, J. J.; PIÑEIRO OTERO, T. Hacia una “radio social”. Interacción, proyección y repercusión de las cadenas españolas en las redes sociales, In: Revista científica de Comunicación y Tecnologías emergentes, Icono 14, n.02, 2015. Disponível em: <http://goo.gl/IBvVG2> . Disponível em: 29 nov. 2015.

Downloads

Publicado

2017-11-30

Como Citar

KROTH, M. E.; GIACOMELLI, F. O Twitter no rádio: as estratégias discursivas midiáticas de captura de ouvinte-internautas das rádios Gaúcha e Guaíba na cobertura do Grenal 408. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 20, n. 2, p. 26–44, 2017. DOI: 10.5216/ci.v20i2.39534. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/39534. Acesso em: 12 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos