O papel da mídia na construção do discurso de ‘pacificação’ no Rio de Janeiro

Autores

  • Vitor Monteiro Castro Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

DOI:

https://doi.org/10.5216/38641

Palavras-chave:

Mídia. Favela. Pacificação. Hegemonia.

Resumo

O artigo procura demonstrar como a mídia é um instrumento de hegemonia, levando em conta a noção de “guerra” e “pacificação” utilizada pelos meios de comunicação para definir as ações da política de segurança pública do Rio de Janeiro. Para isso fazemos um breve levantamento das políticas de segurança adotadas e de como as favelas e espaços populares vêm sendo retratados pela mídia. Mais especificamente em dois momentos, até 2008, antes da instalação da primeira Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) e após esse momento, quando a noção de “guerra” perde espaço para o discurso de “pacificação” pelos meios oficiais, e a mídia passa a seguir essa mesma cartilha, sem qualquer criticidade. Para isso discutimos a questão da hegemonia e suas formas de preservação e legitimação do poder, apresentando trechos de editorias, matérias e reportagens do jornal O Globo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vitor Monteiro Castro, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Doutorando do programa de Pós-Graduação da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Brasil, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

Referências

X PACIFICAÇÃO. Produção de Renata Almeida Magalhães e Carlos Diegues. Direção de Cadu Barcellos, Luciano Vidigal, Rodrigo Felha, Wagner Novais. Rio de Janeiro, Brasil, 2012. (86min.). Disponível em:<https://www.youtube.com/watch?v=lQGAjDUtozY>. Acesso em: 02 out. 2015.

ANISTIA INTERNACIONAL. Brasil: o governo deve trabalhar com as comunidades para resolver a crise de segurança. 2007. Disponível em:< https://www.amnesty.org/download/Documents/60000/amr190152007pt.pdf>. Acesso em: set. 2013.

ARAÚJO, V. Ação no Dona Marta aquece mercado imobiliário. O Globo, Rio de Janeiro, p. 16-17, 2008.

ARAÚJO, V. O rastro de segurança da UPP. O Globo, Rio de Janeiro, p. 16, 2009.

BARTHES, R. Mitologias. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1972.

BOTTARI, E.; ARAÚJO, V. O elogio das UPPs. O Globo, Rio de Janeiro, p. 14, 2010,

CHAUÍ, M. Cultura e democracia: o discurso competente e outras falas. 12. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

COIMBRA, C. Operação Rio: o mito das classes perigosas: um estudo sobre a violência urbana, a mídia impressa e os discursos de segurança pública. Rio de Janeiro: Oficina do autor, 2001.

FAULHABER, L.; AZEVEDO, L. SMH 2016: remoções no Rio de Janeiro Olímpico. Rio de Janeiro: Mórula Editorial, 2015.

FREIRE, A. Operação na favela da Coréia deixa policiais desanimados. G1, Rio de Janeiro, 2010. Disponível em:<http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL152010-5606,00-OPERACAO+NA+FAVELA+DA+COREIA+DEIXA+POLICIAIS+DESANIMADOS.html>. Acesso em: 13 set. 2013.

CRIME na Lagoa é ‘inadmissível’, diz Beltrame, que anunciou mudanças. G1, Rio de Janeiro, 2015. Disponível em:<http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2015/05/crime-na-lagoa-e-inadmissivel-diz-beltrame-que-anunciou-mudancas.html>. Acesso em: 26 maio de 2015.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007. 3v

IANNI, O. O príncipe eletrônico. Perspectivas, São Paulo, n. 22, p. 11-29, 1999.

RIO DE JANEIRO (Estado). Instituto de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Balanço de incidências criminais e administrativas no estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, 2008. 1. semestre de 2008.

A MÍDIA produziu seus próprios intelectuais. JB On Line, Rio de Janeiro, 2004. Disponível em:<http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/bia_barbosa__26908>. Acesso em: 13 set. 2013.

RIO DE JANEIRO (Estado). Justiça Global. Relatório Rio: violência policial e insegurança pública. 2004. Disponível em: <http://global.org.br/wp-content/uploads/2012/02/Relat%C3%B3rio-Rio-%E2%80%93-Viol%C3%AAncia-policial-e-Inseguran%C3%A7a-p%C3%BAblica-2004.pdf>. Acesso em: 24 de ago. 2013.

JUSTIÇA GLOBAL (Org.). Segurança, tráfico e milícias no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: fundação Heinrich Böll, 2008.

KELNNER, D. A cultura da mídia. Bauru, SP: EDUSC, 2001.

MAQUIAVEL, N. O príncipe. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

MENEZES, M. J. Se alguém tiver que morrer, que morra. O Globo, Rio de Janeiro, p. 15, 2003.

MISSE, Michel. A violência como sujeito difuso. In: FEGHALI, J.; MENDES, C.; LEMGRUBER, J. (Orgs.). Reflexões sobre a violência urbana: (in)segurança e (des)esperanças. Rio de Janeiro: Mauad, 2006.

MORAES, D. A batalha da mídia: governos progressistas e política de comunicação na America latina e outros ensaios. Rio de Janeiro: Pão e Rosas, 2009.

MORAES, D; RAMONET, I.; SERRANO, P. Mídia, poder e contrapoder: da concentração monolítica à democratização da informação. São Paulo: Boitempo; Rio de Janeiro: FAPERJ, 2013.

POLICIAL admite ter atirado em pescador e criança no Morro do Dendê. O Dia Rio, Rio de Janeiro, 2015. Disponível em:<http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2015-05-20/policial-admite-ter-atirado-em-pescador-e-crianca-no-morro-do-dende.html>. Acesso em: 26 maio 2015.

AÇÃO e reação. O GLOBO, Rio de Janeiro, p. 6, 2007.

A NECESSÁRIA reação ao surto de violência. O Globo, Rio de Janeiro, p. 6, 2014.

UPP é patrimônio da sociedade. O Globo, Rio de Janeiro, p. 6, 2013.

OPERAÇÃO na favela da Coréia deixa 12 mortos, entre eles um menino de 4 anos. O Globo On Line, Rio de Janeiro, 2007. Disponível em:< http://oglobo.globo.com/rio/mat/2007/10/17/298182778.asp>. Acesso em: 20 de jan. de 2009.

BELTRAME: 'um tiro em Copacabana é uma coisa. Na Favela da Coréia é outra'. OAB critica diferenciamento. O Globo On Line, Rio de Janeiro, 2007. Disponível em:< http://extra.globo.com/noticias/rio/beltrame-um-tiro-em-copacabana-uma-coisa-na-favela-da-coreia-outra-oab-critica-diferenciamento-720077.html#ixzz37dYjIB9g>. Acesso em: 15 jun. 2014.

RAMALHO, S. Paz nas favelas para os jogos. O Globo, Rio de Janeiro, p. 12, 2009.

ROCHA, C.; ALVES, M. E. A redenção das favelas. O Globo, Rio de Janeiro, p. 331, 2009.

ROCHA, C.; SCHMIDT, S.; RAMALHO, S. Mais vida nos morros pacificados. O Globo, Rio de Janeiro, p. 36, 2013.

RIO DE JANEIRO (Estado). Justiça Global. Relatório da sociedade civil para o relator especial das Nações Unidas para Execuções Sumárias, Arbitrárias e Extrajudiciais. Rio de Janeiro, 2007.

RIO DE JANEIRO (Estado). Secretaria Especial Dos Direitos Humanos. Relatório Técnico: visita de cooperação técnica. Rio de Janeiro: 2007.

SOARES, R. Sem hipocrisia. Revista Veja, Rio de Janeiro, 2007. Disponível em:< http://veja.abril.com.br/311007/entrevista.shtml>. Acesso em: 24 de ago. de 2013.

SODRÉ, M. Violência, mídia e política. In: FEGHALI, J.; MENDES, C.; LEMGRUBER, J. (Orgs.). Reflexões sobre a violência urbana: (in)segurança e (des)esperanças. Rio de Janeiro: Mauad X, 2006.

SODRÉ, M. Sociedade, Mídia e Violência. Porto Alegre: Sulina, 2002.

CRIANÇA e jovem morrem durante operação policial na Ilha do Governador. UOL Notícias, Rio de Janeiro, 2015. Disponível em:<http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2015/05/19/crianca-e-jovem-morrem-durante-operacao-policial-na-ilha-do-governador.htm. Acesso em: 26 maio 2015.

VALADARES, L. P. A invenção da favela: do mito de origem a favela.com. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.

WAISELFISZ, J. J. Mapa da violência 2011: os jovens do Brasil. São Paulo: Instituto Sangari; Brasília: Ministério da Justiça, 2011. Disponível em:< http://mapadaviolencia.org.br/pdf2011/MapaViolencia2011.pdf>. Acesso em: 24 ago. 2013.

WAISELFISZ, J. J. Mapa da violência 2012: a cor dos homicídios no Brasil. Rio de Janeiro: CEBELA, FLACSO; Brasília: SEPPIR/PR, 2012. Disponível em:< http://mapadaviolencia.org.br/pdf2012/mapa2012_cor.pdf>. Acesso em: 24 ago. 2013.

Downloads

Publicado

2015-12-04

Como Citar

CASTRO, V. M. O papel da mídia na construção do discurso de ‘pacificação’ no Rio de Janeiro. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 18, n. 2, p. 198–216, 2015. DOI: 10.5216/38641. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/38641. Acesso em: 21 fev. 2024.

Edição

Seção

Caderno Casadinho Procad UFG - UFRJ