Voltando a página do tempo: drama e folhetim nos portais do jornalismo online

Autores

  • Gabriela Pavanato Sardinha Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUCSP

DOI:

https://doi.org/10.5216/c&i.v16i2.26981

Palavras-chave:

jornalismo. jornalismo online. fait divers. mosaico.

Resumo

O objetivo desse trabalho é analisar o jornalismo em sua ancoragem na internet. O ambiente virtual rompeu dificuldades históricas de produção, no entanto, a análise do cotidiano mostra que esse não tem sido um campo de novas linguagens, mas da possibilidade de registrar notícias com uma rapidez sem precedentes. A estrutura de mosaico identificada nos jornais impressos por Marshall McLuhan aplica-se com desenvoltura ao jornalismo online. O objeto de estudo são portais de conteúdo jornalístico, percebidos como sistemas compostos por um conjunto de manchetes, formando um campo simbólico que, muitas vezes, irá dispensar a visita do leitor ao conteúdo das matérias. A partir desse conjunto, investigamos se há um pressuposto de que determinados tipos de notícias têm sido estabilizadores desses sistemas, dada a natureza caótica criada pela quantidade e variedade de assuntos expostos simultaneamente. Para isso, nos amparamos nos estudos de Roland Barthes sobre a estrutura dos “fait divers”, identificando uma categoria de notícias espantosas ou ficcionais que funcionariam como atenuantes no espaço fragmentado.  Tal percepção indica que é possível que o jornalismo online ainda não se diferencie muito dos primórdios do jornalismo de massa, iniciado nos anos de 1830. A trama cotidiana permanece como um tecido trançado entre realidade e ficção e os avanços tecnológicos podem ser relegados ao plano do suporte, porque o jornalismo, em sua ancoragem na internet, dá ares de apenas simular novos recursos, já que neste aspecto, ressurge com a mesma roupagem daquele praticado há mais de 200 anos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Pavanato Sardinha, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUCSP

Doutoranda em Comunicação e Semiótica, pela PUC/SP, possui mestrado em Comunicação e Semiótica pela mesma instituição e graduação em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Atualmente é Diretora de Comunicação e Turismo da Universidade Nove de Julho - UNINOVE, tendo sido coordenadora dos cursos de Jornalismo e de Pós-Graduação em Comunicação e Mídia e Comunicação Empresarial e Institucional na mesma Universidade. Professora universitária das disciplinas Comunicação e Linguagens e Análise do Discurso em Comunicação. Pesquisadora na área de Comunicação e Semiótica, investigando temas relativos ao jornalismo e suas manifestações . Jornalista com experiência em rádio, meios impressos e Comunicação Empresarial.

Downloads

Publicado

27-03-2014

Como Citar

SARDINHA, G. P. Voltando a página do tempo: drama e folhetim nos portais do jornalismo online. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 16, n. 2, p. 136–148, 2014. DOI: 10.5216/c&i.v16i2.26981. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/26981. Acesso em: 22 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos