As diferentes perspectivas de três áreas de contato de O Globo com seus leitores

Autores

  • Larissa de Morais Ribeiro Mendes Universidade Federal Fluminense (UFF)

DOI:

https://doi.org/10.5216/cei.v17i1.26388

Palavras-chave:

Jornalismo. História do jornal O Globo. Interação.

Resumo

Este ensaio é parte de um esforço de recuperação da história do relacionamento entre o jornal O Globo e seus leitores, para pesquisa de doutorado que investigou a influência do leitor no jornalismo contemporâneo. Abordamos três canais constituídos em tempos pré-Internet, mas que perduram até hoje: a seção de Cartas dos Leitores, a página de Defesa do Consumidor, publicada às quartas e aos domingos, e o Serviço de Atendimento ao Leitor  (SAL), via telefone e  Internet – respectivamente constituídos nos anos 1970, 1980 e 1990. Procuramos entender pontos de êxito e de limitação desses espaços de participação, bem como desnaturalizar a ideia de que antes da Internet não havia participação do leitor no jornalismo ou que, com a rede, ele se tornou plenamente inserido no processo de produção de notícias. Observamos que a criação de um ambiente de interação mais pleno ainda depende de fatores como a criação de uma cultura de intercâmbio entre jornalistas e leitores no veículo.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa de Morais Ribeiro Mendes, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Professora Adjunta do Departamento de Comunicação Social da UFF

Downloads

Publicado

22-07-2014

Como Citar

MENDES, L. de M. R. As diferentes perspectivas de três áreas de contato de O Globo com seus leitores. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 17, n. 1, p. 49–62, 2014. DOI: 10.5216/cei.v17i1.26388. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/26388. Acesso em: 29 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos