Imagens técnicas: origem e implicações segundo Vilém Flusser

Autores

  • Douglas João Orben PUC/RS e FAPAS

DOI:

https://doi.org/10.5216/c&i.v16i1.25724

Palavras-chave:

Flusser. Imagem. Pós-história.

Resumo

O artigo analisa, inicialmente, a apresentação flusseriana do desenvolvimento das estruturas humanas de expressão e significação da realidade. Tal processo tem seu início na pré-história, a qual é superada pelo pensar histórico que, por fim, produz as condições abstrativas para o surgimento da pós-história. A segunda parte do texto contempla as implicações causadas pela programação das imagens técnicas na sociedade pós-histórica, na medida em que o significado do mundo encontra-se determinado pelas tecno-imagens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Douglas João Orben, PUC/RS e FAPAS

Possui graduação em Filosofia, Licenciatura Plena, pela Faculdade Palotina - FAPAS (2010). Desenvolve pesquisas na área de Filosofia Moderna, com ênfase em Filosofia Transcendental, Teoria do Conhecimento, Ontologia, Metafísica e Filosofia da Ciência. Estuda, sobretudo, o problema da unidade sistemática da Filosofia Crítica kantiana, atendo-se principalmente em questões referentes às ideias transcendentais, à liberdade e os limites da razão teórica. Tem experiência nas disciplinas de Introdução à lógica formal (com proeminência em lógica aristotélica), Filosofia da Ciência, Filosofia Moderna, Metafísica e Ética. Atualmente é mestrando do Programa de Pós-graduação em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS (Porto Alegre) (enquanto mestrando, participou do Programa Capes PPCP-Mercosul: Mestrado-sanduíche em Universidad de la Republica UDELAR (Montevidéu/Uruguai)) e professor do curso de Filosofia da Faculdade Palotina FAPAS (Santa Maria).

Downloads

Publicado

2013-09-24

Como Citar

ORBEN, D. J. Imagens técnicas: origem e implicações segundo Vilém Flusser. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 16, n. 1, p. 113–126, 2013. DOI: 10.5216/c&i.v16i1.25724. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/25724. Acesso em: 4 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos