"PEZINHO DE JATOBÁ" Um projeto resultante do bem sucedido binômio Meio Ambiente X Comunicação

Autores

  • Lisbeth Oliveira Universidade Federal de Goiás (UFG)

DOI:

https://doi.org/10.5216/c&i.v6i2.24211

Palavras-chave:

Meio ambiente e comunicação. Educação ambiental. Jornalismo ambiental.

Resumo

É um projeto de extensão que vem sendo desenvolvido pela Faculdade de Comunicação e Biblioteconomia em conjunto com professores e alunos de outras Faculdades da UFG . A interdiscipünaridade vem se mostrando uma saída rica para o avanço em direção à discussão mais profícua dos problemas ambientais, que devem ser tratados no plano da vida pública, mediante relações transparentes que permitam o controle democrático entre os vários atores sociais que interferem no ambiente. O jornalismo não pode ficar alheio à problemática ambiental. Nesse sentido, tem atuado no projeto de maneira decisiva, buscandodar visibilidade e interligando a Universidade com a comunidade carente do entorno do Campus II da UFG, em atividades quinzenais, num exercício de jornalismo comprometido com a contextualização dos fatos. O projeto tem priorizado a educação ambiental — envolvendo as crianças do Setor Shangri-lá, onde se localiza extensa área verde municipal - por acreditar que ela capacita o pleno exercício da cidadania. O direito à informação e o acesso às tecnologias capazes de viabilizar o desenvolvimento sustentável constituem, assim, pilares desse processo de formação de uma nova consciência em nível planetário, criando bases para a compreensão holística da realidade.

 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lisbeth Oliveira, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Mestre em Teoria da Imagem/Fotografia Documental pela Universidade de Viena, Áustria. Pesquisadora e Professora da Faculdade de Comunicação e Biblioteconomia da
Universidade Federal de Goiás.

Downloads

Publicado

2013-05-14

Como Citar

OLIVEIRA, L. "PEZINHO DE JATOBÁ" Um projeto resultante do bem sucedido binômio Meio Ambiente X Comunicação. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 6, n. 2, p. 87–97, 2013. DOI: 10.5216/c&i.v6i2.24211. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/24211. Acesso em: 28 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos