Estudo de caso sobre os desafios do jornalismo institucional na perspectiva da comunicação pública

Autores

  • Antonio Carlos Sardinha Universidade Estadual Paulista - UNESP
  • Cecília Soares de Paiva Universidade Estadual Paulista - UNESP

DOI:

https://doi.org/10.5216/c&i.v14i1.21502

Palavras-chave:

Comunicação Pública. Jornalismo Institucional. Políticas de Comunicação. Cidadania. Public Communication. Institutional Journalism. Communication Policy. Citizenship.

Resumo

Resumo

O artigo apresenta breve reflexão sobre o campo da Comunicação Pública e os desafios do jornalismo em instituições públicas. A partir de estudo de caso, busca-se compreender a dinâmica dos fluxos de informação e da atuação jornalística no Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul e indicar os desafios conceituais para operar uma política de comunicação na perspectiva da Comunicação Pública no âmbito dessa instituição do sistema de justiça brasileiro. Destaca-se a  atuação da assessoria de comunicação sob viés organizacional e publicista, resistente à perspectiva pública da comunicação como meio para a promoção da cidadania e do direito à informação. O estudo revela um dos inúmeros desafios das instituições públicas no que se refere às suas políticas e ações de comunicação, em tempos de demanda por transparência, participação e acesso à informação de interesse coletivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Carlos Sardinha, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Jornalista, mestre em Comunicação (UNESP). Pesquisador do Grupo de Pesquisa Comunicação, Cultura e Sociedade (Universidade Estadual do Estado de Mato Grosso-UNEMAT).

Cecília Soares de Paiva, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Relações públicas e jornalista, mestre em Comunicação (UNESP).

Downloads

Publicado

07-12-2012

Como Citar

SARDINHA, A. C.; PAIVA, C. S. de. Estudo de caso sobre os desafios do jornalismo institucional na perspectiva da comunicação pública. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 14, n. 1, p. 60–78, 2012. DOI: 10.5216/c&i.v14i1.21502. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/21502. Acesso em: 27 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos