A ESTRATÉGIA ESPACIAL DE INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS BRASILEIRAS DO SETOR FRIGORÍFICO: OS CASOS DA JBS E DA MINERVA

THE SPATIAL STRATEGY FOR THE INTERNATIONALIZATION OF BRAZILIAN COMPANIES IN THE MEATPACKING SECTOR: THE CASE OF JBS AND MINERVA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v39i0.57403

Resumo

A internacionalização de empresas brasileiras é um fenômeno recente e que chama atenção pelo acelerado
processo de abertura de unidades de produção no exterior. Ao averiguar barreiras comerciais que afetam as
exportações brasileiras de carne bovina, constatou-se que as medidas restritivas existentes no comércio
internacional de carne impulsionaram a dispersão geográfica de empresas brasileiras para fora do território
nacional, com o intuito de aumentarem as suas participações no mercado mundial. A partir do estudo de caso
das multinacionais JBS e Minerva, verificou-se que a abertura de filiais em territórios estrangeiros é uma
estratégia espacial adotada pelas empresas, uma vez que a localização das unidades de produção visa acessar
mercados-alvo internos e externos. Ao dispor de uma ampla plataforma de produção e comercialização,
estrategicamente posicionada, as multinacionais brasileiras da carne estabeleceram uma integração direta
com os principais mercados globais e alavancaram suas receitas operacionais.
Palavras-chave: Internacionalização. Barreiras comerciais. Estratégia espacial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2019-02-23

Como Citar

AURÉLIO NETO, O. A ESTRATÉGIA ESPACIAL DE INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS BRASILEIRAS DO SETOR FRIGORÍFICO: OS CASOS DA JBS E DA MINERVA: THE SPATIAL STRATEGY FOR THE INTERNATIONALIZATION OF BRAZILIAN COMPANIES IN THE MEATPACKING SECTOR: THE CASE OF JBS AND MINERVA. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 39, p. 1–25, 2019. DOI: 10.5216/bgg.v39i0.57403. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/57403. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos