Espaços livres de edificação e com vegetação arbórea nos pátios e no entorno das escolas municipais em Curitiba/PR

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v16i3.72808

Resumo

A vegetação nas cidades traz inúmeros benefícios. Para as crianças, esses espaços podem ser usados na educação formal, como estratégia para prevenir o contágio pelo coronavírus ou como forma de ensino com e na natureza. Para que haja a possibilidade desses processos de ensino e aprendizagem em ambientes naturais, é preciso que eles estejam disponíveis próximos das escolas. Assim, essa pesquisa objetivou investigar, com a utilização de ferramentas de geoprocessamento e dados espaciais disponíveis gratuitamente, a existência de cobertura vegetal arbórea no pátio e nos Espaços de Uso Público, Livres de Edificação e com Vegetação (EUPLEVs) do entorno das escolas municipais de ensino fundamental I de Curitiba (PR), bem como as condições de acesso e permanência nesses EUPLEVs considerando as vias de trânsito de maior fluxo de veículos. Como resultado, encontrou-se que, das 185 escolas analisadas, 11 não possuíam vegetação arbórea no pátio ou EUPLEVs do entorno escolar, enquanto outras 6 escolas, embora possuíssem vegetação arbórea nos EUPLEVs, apresentaram obstáculos de trânsito para o acesso ou permanência nesses espaços.

Palavras-chave: Escolas. EUPLEVs. Cobertura Vegetal Arbórea. Forest School.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-12-21

Como Citar

FÉLIX DA ROCHA, M.; NUCCI, J. C. Espaços livres de edificação e com vegetação arbórea nos pátios e no entorno das escolas municipais em Curitiba/PR . Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 16, n. 3, p. 242–261, 2022. DOI: 10.5216/ag.v16i3.72808. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/72808. Acesso em: 28 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos