Percepção ambiental e legibilidade do espaço: um estudo no contexto universitário

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v16i1.70386

Resumo

A produção desordenada do espaço urbano gera consequências negativas no bem-estar e na qualidade de vida dos habitantes, promovendo, danos ambientais que podem der irreversíveis. O artigo objetiva analisar a percepção ambiental no ambiente universitário e entender como a legibilidade do espaço ajuda na percepção ambiental. Trata-se de uma pesquisa aplicada e exploratória, utilizando trabalho de campo de abordagem qualitativa, os dados foram obtidos através das entrevistas e observação participante. Os entrevistados foram divididos em três classes: aluno, professor e colaborador. Eles foram questionados sobre o significado do Campus, elementos distintivos do local, indicações do percurso mais comum feito pelos entrevistados e justificativas das indicações dos elementos distintivos. Predominaram definições positivas nas classificações sobre o significado do Campus, sendo: amplo e arborização/árvores, citadas por 25% dos entrevistados. Os resultados obtidos indicam que os mapas mentais foram instrumentos importantes e eficazes, para identificar a construção do conhecimento espacial e legibilidade por parte dos estudantes, professores e servidores do campus.

Palavras-chave: Paisagem. Espaço urbano. Universidade. Areas verdes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-04-20

Como Citar

PERUZZO GUSMAN , S. . .; MARQUES RAMOS, A. P. .; AZEVEDO ARANA, A. R. . Percepção ambiental e legibilidade do espaço: um estudo no contexto universitário. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 16, n. 1, p. 233 –, 2022. DOI: 10.5216/ag.v16i1.70386. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/70386. Acesso em: 27 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos