Caracterização espaço-temporal das tipologias vegetais em ambiente de caatinga degradada: quantificação por meio de variáveis biofísicas

  • Glauciene Justino Ferreira da Silva Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, Paraíba, Brasil.
  • Mônica Larissa Aires de Macêdo Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, Paraíba, Brasil.
  • Richarde Marques da Silva Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, Paraíba, Brasil.

Resumo

As características climáticas do Semiárido influenciam fortemente a dinâmica da cobertura vegetal e dos solos, além de variáveis ambientais como albedo e índices de vegetação, entre outras. Pesquisas no Semiárido paraibano têm sido realizadas aplicando metodologias para análise dessas variáveis, sobretudo com base em dados orbitais que têm subsidiado o monitoramento das diferentes paisagens no bioma Caatinga. Assim, esse artigo teve como objetivo analisar a distribuição espaço-temporal e a quantificação do albedo da superfície e do índice de vegetação SAVI, em diferentes tipologias vegetais de caatinga na Bacia Experimental de São João do Cariri-PB. Foram utilizadas imagens do sensor TM/Landsat-5. Os resultados mostraram que a estimativa do albedo foi influenciada pela distribuição espacial das tipologias vegetais, o que evidenciou o nível de degradação das terras, enquanto os valores obtidos com a estimativa do SAVI não apresentaram o padrão geralmente definido para a reflectância da vegetação nos períodos chuvosos ou secos na área de estudo.

Palavras-chave: sensoriamento remoto, degradação, Semiárido.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
20-08-2019
Como Citar
da Silva, G. J. F., de Macêdo, M. L. A., & da Silva, R. M. (2019). Caracterização espaço-temporal das tipologias vegetais em ambiente de caatinga degradada: quantificação por meio de variáveis biofísicas. Ateliê Geográfico, 13(2), 92-110. https://doi.org/10.5216/ag.v13i2.55951
Seção
Artigos