Mangutando culturas: indígenas construindo segurança alimentar e nutricional no Vale do Jequitinhonha - DOI 10.5216/ag.v6i3.21059

Autores

  • Rita Simone Barbosa Liberato Ryerson University
  • Cecília Rocha Ryerson University

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v6i3.21059

Resumo

A aldeia Cinta Vermelha-Jundiba (CVJ) representa um caso único no Brasil. Pela primeira vez, um grupo de indígenas formado por diferentes grupos étnicos (Pataxó e Pankararu) se uniu e comprou sua própria terra. Comunicação, cultura e alimentação têm papel fundamental nesse processo. Por isso, este artigo explora os conceitos de comunicação e cultura, relacionando-os à segurança alimentar e nutricional. Propõe-se que a aldeia Cinta Vermelha-Jundiba poderá servir de modelo para as demais comunidades formularem através de seus conhecimentos tradicionais, a reconstrução de suas identidades e a promoção da segurança alimentar e nutricional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-11-15

Como Citar

LIBERATO, R. S. B.; ROCHA, C. Mangutando culturas: indígenas construindo segurança alimentar e nutricional no Vale do Jequitinhonha - DOI 10.5216/ag.v6i3.21059. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 6, n. 3, p. 95–112, 2012. DOI: 10.5216/ag.v6i3.21059. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/21059. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos