Entre o Passo e a Pisada, a Festa e as Memórias:

Quando as poéticas populares encantam a formação do artista educador em dança

Autores

  • Tainá Dias de Moraes Barreto Instituto Federal de Goiás, IFG, Aparecida de Goiânia, Goiás, Brasil, tainadmb@gmail.com

DOI:

https://doi.org/10.5216/ac.v8i2.74362

Resumo

Este artigo descreve e analisa os caminhos percorridos na experiência de ensino de danças populares em um curso de licenciatura em dança no qual a aproximação com os conteúdos da cultura popular se dá por meio de duas componentes curriculares obrigatórias, uma que abarca processos criativos e outra que focaliza os processos de ensino-aprendizagem advindos de contextos tradicionais. O trajeto docente aqui descrito apresenta como premissas a vivência em campo, a investigação da história pessoal e o conceito de ancestralidade, apontando também para a necessidade de revisão e descolonização dos currículos de graduação em dança. As reflexões são desenvolvidas em consonância com o que propõem os estudos decoloniais e o campo da interculturalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMOROSO, Daniela Maria. No miudinho se corre a roda: trajetos a partir das noções do passo, da etno[skènos]logia e da criação. In Amoroso, D.; Benício, E. & Oliveira, E. Matrizes Estéticas na Cena Contemporânea: diálogos entre culturas, práticas, pesquisas e processos cênicos. EDUFBA, 2021, p. 43-60.

APINAJÉ, Júlio Kamer Ribeiro. Mẽ ixpapxà mẽ ixàhpumunh mẽ ixujahkrexà: território, saberes e ancestralidade nos processos de educação escolar Panhĩ. Universidade Federal de Goiás/ UFG, Goiânia, 2019. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social).

BARRETO, Tainá Dias de Moraes. Tem mulher na brincadeira? Falas, femininas, corpo e dança da tradição do cavalo-marinho de Pernambuco. Linha Mestra, n. 39, p. 19-30, set.-dez. 2019.

BURNIER, Luís Otávio. A arte de ator: da técnica à representação. Elaboração, codificação e sistematização de técnicas corpóreas e vocais de representação para o ator. Campinas: Unicamp, 2001.

GABRIEL, Eleonora. Rodas e redes de saberes e criação: o encontro dançante entre a universidade e a cultura popular ao som da tamborzada. Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Instituto de Artes. Rio de Janeiro, 2017. Tese (doutorado).

HARTMANN, Luciana; CARVALHO, José Jorge de; SILVA, Renata de Lima; ABREU, Joana. Tradição e tradução de saberes performáticos nas universidades brasileiras. Repertório, Salvador, ano 22, n. 33, p. 8-30, 2019-2.

LAGROU, Els. Arte indígena no Brasil: agência, alteridade e relação. Belo Horizonte: C/Arte, 2009.

OLIVEIRA, Joana Abreu Pereira de. Rodas e cortejos de aprender e criar: saberes e fazeres tradicionais na formação de artistas-docentes da cena. 2020. Universidade Federal de Goiás. Goiânia, 2020. Tese (Doutorado em Performances Culturais).

SILVA, Luciane e SANTOS, Inaycira Falcão dos. Colonialidade na dança e as formas africanizadas de escritas de si: perspectivas sul-sul na técnica Germaine Acogny. Conceição | Concept, Campinas, v. 6, n. 2, p. 162-173, jul.-dez. 2017.

SILVA, Renata de Lima; LIMA, Marlini Dorneles de. Poetnografias: trieiros e vielas entre poéticas afro-ameríndias e a criação artística. Revista Brasileira de Estudos da Presença, Porto Alegre, v. 11, n. 3, e102530, 2021.

SILVA, Renata de Lima; LARANJEIRA, Carolina; SANTINHO, Gabriela Di Donato Salvador. Poéticas afro-ameríndias no ensino superior de dança: corpos insurgentes em performances de (re)existência. Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 43, abr. 2022.

WALSH, Catherine. Interculturalidad y colonialidad del poder: un pensamiento y posicionamiento “otro” desde la diferencia colonial. In CASTRO-GÓMEZ, Santiago e GROSFOGUEL, Ramón. El giro decolonial: reflexiones para una diversidad epistémica más allá del capitalismo global. Bogotá: Siglo del Hombre Editores; Universidad Central, Instituto de Estudios Sociales Contemporáneos y Pontificia Universidad Javeriana, Instituto Pensar, 2007. p. 47-62.

Downloads

Publicado

2023-06-20

Como Citar

BARRETO, T. D. de M. Entre o Passo e a Pisada, a Festa e as Memórias:: Quando as poéticas populares encantam a formação do artista educador em dança. Arte da Cena (Art on Stage), Goiânia, v. 8, n. 2, p. 047–090, 2023. DOI: 10.5216/ac.v8i2.74362. Disponível em: https://revistas.ufg.br/artce/article/view/74362. Acesso em: 1 mar. 2024.