Estrutura populacional e brotamento de três espécies nativas do cerrado em diferentes regimes de queimadas

Autores

  • Vania Sardinha dos Santos Diniz Instituto Federal Goiano
  • Edivani Villaron Franceschinelli Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/rbn.v11i2.29488

Palavras-chave:

Densidade de plantas, distribuição espacial, rebrota, regimes de fogo

Resumo

O presente estudo avaliou a influência de diferentes regimes de queimadas na estrutura populacional e número de rebrotas de duas espécies arbóreas: Roupala montana e Stryphnodendron adstringens e uma arbustiva: Rourea induta. O estudo foi realizado na Reserva Ecológica do IBGE, Brasília, DF,Brasil, em áreas de cerrado sensu stricto: protegida do fogo, com queimadas bienais e com queimadas quadrienais. Foram demarcadas cinco parcelas de 20 x 50 m, em cada área (indivíduos com diâmetros ? 5 cm) e uma subparcela de 10 x 10 m dentro de cada uma das parcelas (diâmetros < 5 cm). Foi avaliada estrutura populacional das plantas e a densidade e o diâmetro das rebrotas. A distribuição espacialfoi diferente entre as formas de vida, mas o fogo não influenciou a distribuição. As áreas protegida e quadrienal apresentaram maior densidade de plantas e de rebrotas para as espécies arbóreas, enquanto que a área bienal apresentou maior densidade de plantas e de rebrotas da espécie arbustiva. Na área bienal a altura e diâmetro das três espécies foram menores. Assim, em áreas submetidas a queimadas frequentes, as espécies arbóreas teriam as suas populações diminuídas, enquanto que as arbustivas colonizariam rapidamente o ambiente através do brotamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vania Sardinha dos Santos Diniz, Instituto Federal Goiano

Professora do Ensino básico, técnico e tecnológico do Instituto Federal Goiano, Câmpus Iporá, Goiás. Atuando no Departamento de Biologia, nas áreas de Botânica e Ecologia.

Edivani Villaron Franceschinelli, Universidade Federal de Goiás

Professora do Departamento de Botânica da Universidade Federal de Goiás, atuando na área de Botânica, principalmente em Biologia Reprodutiva de Plantas.

Referências

Brower, J. E. & J. H. Zarr. 1984. Field and laboratory methods for general ecology. 2nd, ed. Iowa: W. C. Brown, 226 p.

Castro, E. A. & J. B. Kauffman. 1998. Ecosystem structure in the Brazilian cerrado: a vegetation gradient of aboveground biomass, root biomass and consumption by fire. Journal of Tropical Ecology. 14: 263-283.

Castellani, T. T. & W. H. Stubblebine. 1993. Sucessão secundária em mata tropical mesófila, após perturbação pelo fogo. Revista Brasileira de Botânica. 16: 181-203.

Cirne, P. & F. R. Scarano. 1996. Rebrotamento após o fogo de Andira legalis (Leguminosae) em restinga fluminense. In: H.S. Miranda; C.H. Saito & B.F.S. Dias (Eds). Impactos de queimadas em áreas de cerrado e restinga, Departamento de Ecologia: Universidade de Brasília, Brasília.

Coutinho, L. M. 1982. Ecological effects of fire in the Brazilian cerrado, p. 273-291. In: B.J. Huntley & B. Walter (Eds.). Ecology of Tropical Savannas. Berlim: Springer-Verlag.

Geiger, E. L., S. G. Gotsh, G. Damasco, M. Haridassan, A. C. Franco & W. A. Hoffman. 2011. Distinct roles of savanna and forest tree species in regeneration under fire supression in a Brazilian savanna. Journal of Vegetation Science. 22: 312-321.

Gerardi, M. M. & B. C. N. Silva. 1981. Quantificação em geografia. São Paulo: Editora Ditel.

Heisler, J. L., J. M. Briggs, A. K. Knapp, J. M. Blair & A. Seery. 2004. Direct and indirect effects of fire on shrub densit and aboveground productivity in a mesic grassland. Ecology. 85: 2245-2257.

Hoffmann, W. A. 1996. The effects of fire and cover on seedling establishment in a neotropical savanna. Journal of Ecology. 84: 383-393.

Hoffmann, W. A. 1998. Post-burn reproduction of woody plants in a neotropical savanna: the relative importance of sexual and vegetative reproduction. Journal of Applied Ecology. 35: 422-433.

Hoffmann, W. A. 1999. Fire and population dynamics of woody plants in a neotropical savanna: Matrix model projections. Ecology. 80: 1354-1369.

Hoffmann, W. A. & A. G. Moreira. 2002. The role of fire in populations dynamics of woody plants, p. 159-177. In: P.S. Oliveira & R.J. Marques (Eds.). The Cerrados of Brazil: ecology and history natural of a neotropical savanna. Columbia University, New York.

Hoffmann, W. A. & O. T. Solbrig. 2003. The role of topkill in the differential response of savanna woody species to fire. Forest Ecology and Management. 180: 273-286.

Hoffmann, W. A., R. Adasme, M. Haridasan, M. T. Carvalho, E. L. Geiger, M. A. B. Pereira, S. G. Gostsh & A. C. Franco. 2009. Tree topkill, not mortality, governs the dynamics of savanna‚ Äìforest boundaries under frequent fire in central Brazil. Ecology. 90: 1326-1337.

Hoffmann, W. A., E. L. Geiger, S. G. Gotsch, D. R. Rossato, L. C. R. Silva, O. L. Lau, M. Haridasan & A. C. Franco. 2012. Ecological thresholds at the savanna-forest boundary: how plant traits, resources and fire govern the distribuition of tropical biomes. Ecology Letters. 15: 759-768.

Libano, A. M. & J. M. Felfili. 2006. Mudanças temporais na composição florística e na diversidade de um cerrado sensu stricto do Brasil Central em um período de 18 anos (1985-2003). Acta Botanica Brasilica. 20(4): 927-976.

Moreira, A. G. 1996. Proteção contra o fogo e seu efeito na distribuição e composição de espécies de cinco fisionomias de cerrado, p. 102-122. In: H.S. Miranda; C.H. Saito & B.F. Dias. Impactos de queimadas em áreas de cerrado e restinga. Departamento de Ecologia: Universidade de Brasília, Brasília.

Rahlao, S. J., S. J. Milton, K. J. Esler, B. W. Vanwilgen & P. Barnard. 2009. Effects of invasion of fire-free arid shrublands by a fire-promoting invasive alien Grass (Pennisetum setaceum) in South Africa. Austral Ecology. 34: 920-928.

Schmidt, I. B., A. B. Sampaio & F. Borghetti. 2005. Efeitos da época de queima sobre a reprodução sexuada e estrutura populacional de Heteropterys pteropetala (Adr. Juss.), Malpighiaceae, em áreas de cerrado sensu stricto submetidas a queimas bienais. Acta Botanica Brasilica. 19: 929-936.

Statsoft, Inc. Statistica (Data Analysis software system). 2007. Version 7.

Vale, V. S. & S. F. Lopes. 2010. Efeitos do fogo na estrutura populacional de quatro espécies de plantas do cerrado. Revista Nordestina de Biologia. 19: 45-53.

Downloads

Publicado

11-03-2015

Como Citar

DOS SANTOS DINIZ, V. S.; FRANCESCHINELLI, E. V. Estrutura populacional e brotamento de três espécies nativas do cerrado em diferentes regimes de queimadas. Revista de Biologia Neotropical / Journal of Neotropical Biology, Goiânia, v. 11, n. 2, p. 107–115, 2015. DOI: 10.5216/rbn.v11i2.29488. Disponível em: https://revistas.ufg.br/RBN/article/view/29488. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos