IRRIGAÇÃO COM ÁGUAS SALINAS EM BETERRABA (Beta vulgaris L.) EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE FERTILIZANTES ORGÂNICOS. DOI: 10.5216/teri.v5i2.38795

Autores

  • Lunara de Sousa ALVES Mestranda em Sistemas Agroindustriais, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG –
  • Mário Leno Martins VÉRAS Mestrando em agronomia, Universidade Federal da Paraíba - UFPB/Campus II -
  • José Sebastião de MELO FILHO Mestre em Sistemas Agroindustriais, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG –
  • Toni Halan da Silva IRINEU Mestrando em agronomia, Universidade Federal da Paraíba - UFPB/Campus II -
  • Danila Lima de ARAÚJO Mestre em Engenharia Agrícola, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG –

DOI:

https://doi.org/10.5216/teri.v5i2.38795

Palavras-chave:

Hortaliça, condutividade elétrica da água, agroecologia

Resumo

A beterraba é uma hortaliça muito utilizada na alimentação humana como grande carga nutritiva sendo muito consumida tanto, in natura, como cozida. Com isso objetivou-se com esse trabalho avaliar irrigação com águas salinas em plantas de beterraba (Beta vulgaris L.) em função da aplicação de fertilizantes orgânicos. A pesquisa foi conduzida em viveiro na Universidade Estadual da Paraíba, Campus IV, município de Catolé do Rocha-PB. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado com 4 níveis salinos: (0,8; 1,5; 3; e 4,5 dS m-1), e 2 fertilizantes orgânicos B1 (húmus líquido) e B2 (biofertilizante a base de esterco bovino), com 4 repetições totalizando 32 plantas experimentais. Todas as variáveis analisadas tiveram redução expressiva ao se introduzir níveis elevados de salinidade na água da irrigação, já os tipos de fertilizantes influenciaram o número de folhas, o peso verde das folhas e peso verde da raiz, de forma que e tipo B1 (húmus liquido) se sobressaiu em relação ao tipo B2 (biofertilizante a base de esterco bovino).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lunara de Sousa ALVES, Mestranda em Sistemas Agroindustriais, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG –

Mestranda em Sistemas Agroindustriais, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG – Pombal– Paraíba – Brasil. lunara_alvesuepb@hotmail.com

Mário Leno Martins VÉRAS, Mestrando em agronomia, Universidade Federal da Paraíba - UFPB/Campus II -

Mestrando em agronomia, Universidade Federal da Paraíba - UFPB/Campus II - Areia – Paraíba – Brasil. mario.deus1992@bol.com.br

José Sebastião de MELO FILHO, Mestre em Sistemas Agroindustriais, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG –

Mestre em Sistemas Agroindustriais, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG – Pombal– Paraíba – Brasil. josesebastiaouepb@yahoo.com.br

Toni Halan da Silva IRINEU, Mestrando em agronomia, Universidade Federal da Paraíba - UFPB/Campus II -

Mestrando em agronomia, Universidade Federal da Paraíba - UFPB/Campus II - Areia – Paraíba – Brasil.  tonnysilva_oliveira@hotmail.com

Danila Lima de ARAÚJO, Mestre em Engenharia Agrícola, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG –

Mestre em Engenharia Agrícola, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG – Campina Grande – Paraíba – Brasil. danilalimaraujo@hotmail.com

Downloads

Publicado

2015-11-30

Como Citar

ALVES, L. de S.; VÉRAS, M. L. M.; MELO FILHO, J. S. de; IRINEU, T. H. da S.; ARAÚJO, D. L. de. IRRIGAÇÃO COM ÁGUAS SALINAS EM BETERRABA (Beta vulgaris L.) EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE FERTILIZANTES ORGÂNICOS. DOI: 10.5216/teri.v5i2.38795. Revista Terceiro Incluído, Goiânia, v. 5, n. 2, p. 385–397, 2015. DOI: 10.5216/teri.v5i2.38795. Disponível em: https://revistas.ufg.br/teri/article/view/38795. Acesso em: 29 maio. 2024.