FORMAÇÃO DE MUDAS DE MAMONEIRAS BRS GABRIELA (RICNUS COMMUNIS L.) EM DIFERENTES VOLUMES DE RECIPIENTES E SUBSTRATOS. DOI: 10.5216/teri.v5i2.38771

Autores

  • FranciscoE Hélio Alves de ANDRADE Ciências Agrarias, Universidade Estadual da Paraíba UEPB/Campus IV
  • Carla Sabrina Pereira de ARAÚJO Ciências Agrarias, Universidade Estadual da Paraíba UEPB/Campus IV –
  • Felipe Rafael Linhares dos SANTOS Ciências Agrarias, Universidade Estadual da Paraíba UEPB/Campus IV –
  • Toni Halan da Silva IRINEU Mestrando em Agronomia, Universidade Federal da Paraíba –
  • Raimundo ANDRADE Prof. Doutor do Departamento de Agrárias e Exatas, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB/Campus IV –

DOI:

https://doi.org/10.5216/teri.v5i2.38771

Palavras-chave:

crescimento inicial, mamona, casa de vegetação, Semiárido

Resumo

Objetivou-se com esse experimento avaliar a produção de mudas de mamoneira em diferentes volumes de recipientes e substratos. O trabalho foi conduzido em casa de vegetação pertencente à Universidade Estadual da Paraíba, Campus IV, Catolé do Rocha – PB. O delineamento experimental adotado foi o inteiramente casualizado, no esquema fatorial 4 x 2 com 8 tratamentos e 6 repetições totalizando 48 plantas experimentais,  utilizou-se a variedade de mamona BRS Gabriela, sendo os tratamentos constituídos por quatro proporções de  volumes de recipientes: volumes (V1 = sacos de polietileno com capacidade de 1L, V2 = saco de polietileno de 0,5 L, V3 = copos descartáveis 0,3L e V4 = tubetes com capacidade 0,27 L) e dois tipos de substratos: (S1 = 50 % de solo e 50 % de húmus de minhoca e S2 = 40 % de solo, 30 % de areia e 30 % de húmus de minhoca). Foram avaliadas as variáveis, altura de planta, diâmetro do caule, massa verde da folha, massa verde do caule, massa verde da raiz e massa seca da folha. As mudas de mamona produzidas em sacos de polietileno de 1L se desenvolveram positivamente em relação aos demais volumes promovendo mudas de melhor qualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

FranciscoE Hélio Alves de ANDRADE, Ciências Agrarias, Universidade Estadual da Paraíba UEPB/Campus IV

Graduando em Ciências Agrarias, Universidade Estadual da Paraíba UEPB/Campus IV – CEP 58884-000 - Catolé do Rocha – Paraíba – Brasil. helioalvesuepb@gmail.com

Carla Sabrina Pereira de ARAÚJO, Ciências Agrarias, Universidade Estadual da Paraíba UEPB/Campus IV –

Graduando em Ciências Agrarias, Universidade Estadual da Paraíba UEPB/Campus IV – CEP 58884-000 - Catolé do Rocha – Paraíba – csabrina08@gmail.com

Felipe Rafael Linhares dos SANTOS, Ciências Agrarias, Universidade Estadual da Paraíba UEPB/Campus IV –

Graduando em Ciências Agrarias, Universidade Estadual da Paraíba UEPB/Campus IV – CEP 58884-000 - Catolé do Rocha – Paraíba – Brasil - fellyperafael@hotmail.com

Toni Halan da Silva IRINEU, Mestrando em Agronomia, Universidade Federal da Paraíba –

Mestrando em Agronomia, Universidade Federal da Paraíba – Areia – paraíba – Brasil – tonnysilva_oliveira@hotmail.com

Raimundo ANDRADE, Prof. Doutor do Departamento de Agrárias e Exatas, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB/Campus IV –

Prof. Doutor do Departamento de Agrárias e Exatas, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB/Campus IV – CEP 58884-000 - Catolé do Rocha – Paraíba – Brasil - raimundoarndrade@uepb.edu.br

Downloads

Publicado

2015-11-30

Como Citar

ANDRADE, F. H. A. de; ARAÚJO, C. S. P. de; SANTOS, F. R. L. dos; IRINEU, T. H. da S.; ANDRADE, R. FORMAÇÃO DE MUDAS DE MAMONEIRAS BRS GABRIELA (RICNUS COMMUNIS L.) EM DIFERENTES VOLUMES DE RECIPIENTES E SUBSTRATOS. DOI: 10.5216/teri.v5i2.38771. Revista Terceiro Incluído, Goiânia, v. 5, n. 2, p. 255–265, 2015. DOI: 10.5216/teri.v5i2.38771. Disponível em: https://revistas.ufg.br/teri/article/view/38771. Acesso em: 28 fev. 2024.