COMBINAÇÕES DE SUBSTRATOS E URINA DE VACA NO CRESCIMENTO DE TAMARINDO - DOI: 10.5216/teri.v4i2.35276

Autores

  • Mário Leno Martins VÉRAS Mestrando em agronomia, Universidade Federal da Paraíba - UFPB/Campus II
  • Danila Lima de ARAÚJO Mestre em Engenharia Agrícola, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG – Campina Grande – Paraíba – Brasil.
  • Lunara de Sousa ALVES Ciências Agrárias, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB/Campus IV
  • AlexandroE de Figueiredo ANDRADE Ciências Agrárias, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB/Campus IV
  • Raimundo ANDRADE Departamento de Agrárias e Exatas, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB/Campus IV –

DOI:

https://doi.org/10.5216/teri.v4i2.35276

Palavras-chave:

Mudas, adubo, concentrações de fertilizante orgânico

Resumo

A adubação orgânica tem um papel fundamental, além de enriquecer o solo, melhora as características físicas, químicas e biológicas. Objetivou-se com esta pesquisa avaliar combinações de substratos e urina de vaca no crescimento de tamarindo. O estudo foi desenvolvido em ambiente protegido, no setor de viveiricultura da Universidade Estadual da Paraíba no município de Catolé do Rocha/PB. Adotou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado (DIC) contendo quatro repetições, no arranjo fatorial 5 x 2, com 10 tratamentos, totalizando 40 plantas experimentais. Estudaram-se cinco combinações de substratos: (C1 = 50% de húmus de minhoca + 50% de solo; C2 = 50% de pó de madeira + 50% de solo; C3 = Areia lavada; C4 = 33% de pó de madeira + 33% de húmus de minhoca + 33% de solo e C5 = 100% solo) e duas concentrações de urina de vaca: (U1 = 1% e U2 = 5%). Observou-se que o tamarindo respondeu significativamente (p<0,01) as combinações de substratos. Para as concentrações de urina de vaca todas as variáveis apresentaram efeitos significativos a nível de (p<0,01)  de probabilidade, exceto o peso seco total (p<0,05). O tamarindo respondeu bem aos substratos e à urina de vaca.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mário Leno Martins VÉRAS, Mestrando em agronomia, Universidade Federal da Paraíba - UFPB/Campus II

Mestrando em agronomia, Universidade Federal da Paraíba - UFPB/Campus II - Areia – Paraíba – Brasil. mario.deus1992@bol.com.br

Danila Lima de ARAÚJO, Mestre em Engenharia Agrícola, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG – Campina Grande – Paraíba – Brasil.

Mestre em Engenharia Agrícola, Universidade Federal de Campina Grande       - UFCG – Campina Grande – Paraíba – Brasil. danilalimaraujo@hotmail.com

Lunara de Sousa ALVES, Ciências Agrárias, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB/Campus IV

Graduada em Ciências Agrárias, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB/Campus IV – CEP 58884-000 - Catolé do Rocha – Paraíba – Brasil. lunara_alvesuepb@hotmail.com

AlexandroE de Figueiredo ANDRADE, Ciências Agrárias, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB/Campus IV

Graduado em Ciências Agrárias, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB/Campus IV – CEP 58884-000 - Catolé do Rocha – Paraíba – Brasil. afigueiredoandrade@bol.com.br

Raimundo ANDRADE, Departamento de Agrárias e Exatas, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB/Campus IV –

Prof. Doutor do Departamento de Agrárias e Exatas, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB/Campus IV – CEP 58884-000 - Catolé do Rocha – Paraíba – Brasil. raimundoarndrade@uepb.edu.br

Downloads

Publicado

2014-12-30

Como Citar

VÉRAS, M. L. M.; ARAÚJO, D. L. de; ALVES, L. de S.; ANDRADE, A. de F.; ANDRADE, R. COMBINAÇÕES DE SUBSTRATOS E URINA DE VACA NO CRESCIMENTO DE TAMARINDO - DOI: 10.5216/teri.v4i2.35276. Revista Terceiro Incluído, Goiânia, v. 4, n. 2, p. 197–208, 2014. DOI: 10.5216/teri.v4i2.35276. Disponível em: https://revistas.ufg.br/teri/article/view/35276. Acesso em: 16 abr. 2024.