BARRAGEM SUBTERRÂNEA: TECNOLOGIA SUSTENTÁVEL DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO DE ÁGUA E CONVÍVIO COM O SEMIÁRIDO - DOI: 10.5216/teri.v4i1.33949

Autores

  • Thiago Pereira de SOUSA Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA-PPGF)
  • Eduardo Pereira de SOUSA NETO Universidade Federal de Campina Grande (UFCG-CCTA)
  • Luana Raposo de Sá SILVEIRA Universidade Estadual da Paraíba (UEPB-CCHA)
  • Elias Francisco dos SANTOS FILHO Agronomia - Universidade Federal de Campina Grande (UFCG-CCTA), Pombal, PB
  • Patrício Borges MARACAJÁ Sistema Agroindustriais- Universidade Federal de campina Grande (UFCG), Pombal, PB

DOI:

https://doi.org/10.5216/teri.v4i1.33949

Palavras-chave:

Meio ambiente, aqüífero, evaporação

Resumo

Barragem subterrânea é toda estrutura que objetiva barrar o fluxo subterrâneo de um aqüífero pré-existente ou criado concomitantemente à construção da barreira impermeável, tendo sua parede totalmente abaixo da superfície do aluvião, ficando a água armazenada no perfil do solo. As principais vantagens das barragens subterrâneas são: pequena perda de água por evaporação; não alagamento das terras que passam a ter o cultivo beneficiado pela elevação do lençol freático, aproveitando o processo natural de sub-irrigação em grande parte do ano; pequeno custo de construção e manutenção; não existem riscos de rompimento; menor impacto ambiental que as barragens superficiais, onde o sistema rapidamente se integra ao meio ambiente. A pesquisa foi dividida em duas etapas, sendo que na primeira foi realizado um diagnóstico baseado na metodologia do Diagnóstico Rural Participativo - DRP, utilizando as seguintes ferramentas: Observação participante, entrevista semi-estruturada, construção de mapas de recursos naturais da propriedade, construção de calendário de atividades (homens, mulheres e crianças), calendário sazonal, calendário de culturas e diário de campo (agricultores). A barragem subterrânea é uma alternativa tecnológica capaz de viabilizar a exploração agrícola e pecuária no semi-árido brasileiro, diminuindo os riscos da agricultura dependente de chuva, com aumentos significativos da produtividade das culturas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Pereira de SOUSA, Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA-PPGF)

Mestrando pelo Programa de Pós-graduação em Fitotecnia da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA-PPGF), Mossoró, RN

Eduardo Pereira de SOUSA NETO, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG-CCTA)

Graduando em Agronomia pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG-CCTA), Pombal, PB;

Luana Raposo de Sá SILVEIRA, Universidade Estadual da Paraíba (UEPB-CCHA)

Graduanda Ciências Agrárias pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB-CCHA), Catolé do Rocha, PB; 

Elias Francisco dos SANTOS FILHO, Agronomia - Universidade Federal de Campina Grande (UFCG-CCTA), Pombal, PB

Graduando em Agronomia pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG-CCTA), Pombal, PB; gogaeduardo@hotmail.com

Patrício Borges MARACAJÁ, Sistema Agroindustriais- Universidade Federal de campina Grande (UFCG), Pombal, PB

Professora D. Sc.  UAGRA/UFCG– Mestrando em Sistema Agroindustriais (UFCG), Pombal, PB, Brasil. patriciomaracaja@gmail.com

Downloads

Publicado

2014-06-30

Como Citar

SOUSA, T. P. de; SOUSA NETO, E. P. de; SILVEIRA, L. R. de S.; SANTOS FILHO, E. F. dos; MARACAJÁ, P. B. BARRAGEM SUBTERRÂNEA: TECNOLOGIA SUSTENTÁVEL DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO DE ÁGUA E CONVÍVIO COM O SEMIÁRIDO - DOI: 10.5216/teri.v4i1.33949. Revista Terceiro Incluído, Goiânia, v. 4, n. 1, p. 97–103, 2014. DOI: 10.5216/teri.v4i1.33949. Disponível em: https://revistas.ufg.br/teri/article/view/33949. Acesso em: 2 mar. 2024.