O Pessimismo Revolucionário de Walter Benjamin

Autores

  • Michael Löwy Centre National de la Recherche Scientifique, Paris, França

DOI:

https://doi.org/10.5216/rth.v24i2.71194

Palavras-chave:

Pessimismo, Cultura, Surrealismo, Crítica

Resumo

O pessimismo cultural que Benjamin reivindica em seu artigo sobre o Surrealismo, de 1929, está resolutamente engajado no campo da esquerda mais radical; aos seus olhos, o pessimismo é um traço comum aos comunistas mais lúcidos - como o trotskista francês Pierre Naville - e aos surrealistas.

Biografia do Autor

Michael Löwy, Centre National de la Recherche Scientifique, Paris, França

Currículo: http://www.iea.usp.br/pessoas/CurriculumVitaeMichaelLowy.pdf/view

Referências

BENJAMIN, Walter. O Surrealismo. São Paulo: Brasiliense, 1985.

BENJAMIN, Walter. Rua de mão única. São Paulo: Brasiliense, 1995.

NAVILLE, Pierre. La révolution et les intellectuels. Paris, Gallimard, 1965.

STERN, Fritz. Kulturpessimismus als politische Gefahr, Eine Analyse nationaler Ideologie in Deutschland. Munnich, DTV, 1986.

Downloads

Publicado

2021-12-30

Como Citar

LÖWY, M. O Pessimismo Revolucionário de Walter Benjamin . rth |, Goiânia, v. 24, n. 2, p. 33–37, 2021. DOI: 10.5216/rth.v24i2.71194. Disponível em: https://revistas.ufg.br/teoria/article/view/71194. Acesso em: 23 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos de dossiê