Cartas sobre a doença

Autores

  • Auguste Comte
  • Tiago Santos Almeida Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil

Resumo

Em 1857, Auguste Comte se declarou “médico de si mesmo”, pela última vez, para tratar da doença que causou sua morte naquele mesmo ano, deixando inacabado o projeto de sistematização da sua filosofia da medicina num “tratado de moral teórica”. Assim, foi através destas cartas enviadas a um de seus mais proeminentes discípulos, Georges Audiffrent (1832 – 1909), então um jovem estudante de medicina, que as últimas reflexões de Comte sobreviveram ao seu autor. Publicadas, republicadas e amplamente difundidas pelos discípulos de Comte, as “Lettres sur la maladie” produziram um efeito facilmente sentido, mas ainda pouco explorado, sobre os pensamentos médico, biológico e político na segunda metade do século XIX e primeiras décadas do século XX, inclusive no Brasil. Ao mesmo tempo, as cartas evidenciam um princípio de explicação positivista (comtiano) para os acontecimentos históricos de ordem política – uma filosofia da história apoiada na medicina e na moral, associando doença, crise, progresso e civilização.

Biografia do Autor

Tiago Santos Almeida, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil

Currículo: http://lattes.cnpq.br/9244369639536256

Referências

ALMEIDA, Tiago Santos. “Canguilhem e o pensamento médico”, In: MOTA, André e MARQUES, Maria C. da C. [orgs.]. História, Saúde Coletiva e Medicina: questões teórico-metodológicas. São Paulo: Hucitec, 2018, p. 217-249.

AUDIFFRENT, Georges. Appel aux médecins. Paris: Dunod, 1862. Disponível em: https://gallica.bnf.fr/ark:/12148/bpt6k772657. Acesso em: 20 mai. 2016.

BRAUNSTEIN, Jean-François. La philosophie de la médecine d'Auguste Comte. Vierge Mère, vaches folles et morts vivants. Paris: PUF, 2009.

CANGUILHEM, Georges. Le normal et le pathologique. Paris: PUF, 2006.

COMTE, Auguste. Appel aux conservateurs. Paris: Victor Dalmont, 1855. Disponível em: https://gallica.bnf.fr/ark:/12148/bpt6k833125. Acesso em: 5 jul. 2021.

COMTE, Auguste. Catecismo Positivista. "Primeira Conferência: Teoria geral da religião". São Paulo: Abril Cultural, 1978 – (Coleção “Os Pensadores”).

DANTES, Maria Amélia M. “Le positivisme et la science au Brésil”. In: PETITJEAN, Patrick, JAMI, Catherine e MOULIN, Ane Marie. Science and empires. Historical studies about scientific development and european expension. Boston studies in the philosophy of science, 1992, vol. 136, p. 165-173.

Downloads

Publicado

2021-12-30

Como Citar

COMTE, A.; ALMEIDA, T. S. Cartas sobre a doença. rth |, Goiânia, v. 24, n. 2, p. 128–142, 2021. Disponível em: https://revistas.ufg.br/teoria/article/view/70239. Acesso em: 23 maio. 2022.