A HISTÓRIA TRANSNACIONAL E A SUPERAÇÃO DA METANARRATIVA DA MODERNIZAÇÃO

Autores

  • Walter Francisco Figueiredo Lowande UNIFAL-MG

Palavras-chave:

história transnacional, historiografia nacionalista, metanarrativa da modernização.

Resumo

Este artigo apresenta uma revisão bibliográfica a respeito da história transnacional, tratando ao final de sua pertinência para a superação de uma perspectiva historiográfica nacionalista. Procuro, em primeiro lugar, diferenciar a história transnacional de outras modalidades de historiografia pós-nacional. Em seguida, destaco as especificidades de sua abordagem espacial, tratando de sua ênfase nos espaços e fluxos transnacionais. Também trato da perspectiva multiscópica que caracteriza a história transnacional, antes de propor, finalmente, alguns caminhos por meio dos quais essa perspectiva pode trazer contribuições para a superação da historiografia nacionalista

Biografia do Autor

Walter Francisco Figueiredo Lowande, UNIFAL-MG

Professor Adjunto da Universidade Federal de Alfenas, MG, onde, atualmente, ministra disciplinas principalmente na área de História do Brasil e História da Historiografia. Possui graduação em História (Licenciatura e Bacharelado) pela Universidade Federal de Ouro Preto (2007), mestrado em História pela Universidade Federal de Ouro Preto (2010) e doutorado em História pelo IFCH-Unicamp. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Intelectual, História Transnacional, História das Ciências Sociais e História das Políticas Públicas de Proteção de Bens Culturais.

Referências

ALENCASTRO, L. F. D. O trato dos viventes: formação do Brasil no Atlântico Sul séculos XVI e XVII. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

ARMITAGE, D. A virada internacional na História Intelectual. Intelligere, Revista de História Intelectual, v. 1, n. 1, p. 1-15, 2015.

BAYLY, C. A. E. A. AHR Conversation: On Transnational History. American Historical Review, v. 111, n. 5, p. 1440-1464, Dezembro 2006.

CANDIDO, A. O significado de raízes do Brasil. In: HOLANDA, S. B. D. Raízes do Brasil. 26ª. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

CAPES. Documento de área e Comissão da Trienal 2013. [S.l.]. 2013.

CLAVIN, P. Defining Transnationalism. Contemporary European History, v. 14, n. 4, p. 421-439, Novembro 2005.

CURTHOYS, A.; LAKE, M. Connected Worlds. History in Transnational Perspective. Canberra: ANU E Press, 2005.

DETIENNE, M. A identidade nacional, um enigma. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2013.

DOLHNIKOFF, M. O lugar das elites regionais. Revista USP, São Paulo, n. 58, p. 116-133, Junho/Agosto 2003.

FICO, C.; POLITO, R. A história no Brasil, 1980-1989: elementos para uma avaliação historiográfica. Ouro Preto, MG: UFOP, 1994.

GUIMARÃES, M. S. Nação e civilização nos trópicos: o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e o projeto de uma história nacional. Estudos históricos, Rio de Janeiro, p. 5-27, 1988.

IRIYE, A. The transnational turn. Diplomatic history, v. 31, n. 3, p. 373-376, Junho 2007.

KNUDSEN, A.-C. L.; GRAM-SKJOLDAGER, K. Historiography and narration in transnational history. Journal of Global History, v. 9, n. 1, p. 143-161, 2014.

KOSELLECK, R. Futuro passado:contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto: Ed. PUC-Rio, 2006.

LOWANDE, W. F. F. Uma história transnacional da modernidade: produção de sujeitos e objetos da modernidade por meio dos conceitos de civilização e cultura e do patrimônio etnográfico e artístico. Tese (doutorado). Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Campinas, SP. 2018.

MATTOS, I. R. O tempo Saquarema: a formação do Estado Imperial. São Paulo: Hucitec, 2004.

MCGERR, M. The Price of the "New Transnational History". The American Historical Review, v. 96, n. 4, p. 1056-1067, Outubro 1991.

NGAI, M. M. Promisses and Perils of Transnational History. Perspectives on history. The Newsmagazine of American Historical Association, v. 50, n. 9, Dezembro 2012.

OSTERHAMMEL, J. A “transnational” history of society: continuity or new departure? In: HAUPT, H.-G.; KOCKA, J. (Org.). Comparative and transnational history:Central European approaches and new perspectives. New York; Oxford: Berghahn Books, 2009.

PRADO, M. L. C. América Latina: história comparada, histórias conectadas, história transnacional. Anuario Nº 24, Revista Digital, Facultad de Humanidades y Artes (UNR), n. 3, 2012.

PURDY, S. A história comparada e o desafio da transnacionalidade. Revista de História Comparada, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, p. 64-84, 2012.

SAUNIER, P.-Y. Transnational. In: IRIYE, A.; SAUNIER, P.-Y. (Orgs.). The Palgrave Dictionary of Transnational History:from the mid-19th century to the present day. Basingstoke: Palgrave Macmillan, 2009.

SCHWARCZ, L. M. O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.SEIGEL, M. Beyond compare: comparative method after the transnational turn. Radical History Review, v. 91, p. 62-90, Inverno 2005.

SEVCENKO, N. O prelúdio republicano, astúcias da ordem e ilusões do progresso. In: SEVCENKO, N. História da vida privada no Brasil, vol. 3:da belle époque à era do rádio. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

SILVA, L. S. D. D. Teoria da história e história da historiografia na Alemanha hoje: comunicação intercultural e história global. In: ARAÚJO, V. L. (et al.) (Orgs.). A dinâmica do historicismo:revisitando a historiografia moderna. Belo Horizonte, MG: Fino Traço, 2011.

STRUCK, B.; FERRIS, K.; REVEL, J. Introduction: Space and Scale in Transnational History. The International History Review, v. 33, n. 4, p. 573-584, Dezembro 2011.

TURCHETTI, S.; HERRAN, N.; BOUDIA, S. Introduction: Have we ever been ‘transnational’? Towards a history of science across and beyond borders. The British Journal for the History of Science, v. 45, n. 3, Setembro 2012.

TYRRELL, I. What is transnational history? Ian Tyrrell, 2007. Disponivel em: <https://iantyrrell.wordpress.com/what-is-transnational-history/>. Acesso em: 27 Julho 2016.

VELLOSO, Mônica Pimenta. “O modernismo e a questão nacional”. In FERREIRA, Jorge e DELGADO, Lucilia de Almeida Neves (orgs.). O Brasil republicano: o tempo do liberalismo excludente. vol. 1. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

WEINSTEIN, B. Pensando a história fora da nação: a historiografia da América Latina e o viés transnacional. Revista eletrônica da ANPHILAC, n. 14, p. 9-36, Janeiro/Junho 2013.

WERNER, M.; ZIMMERMANN, B. Pensar a história cruzada: entre empiria e reflexividade. Textos de história, v. 11, n. 1/2, 2003.

Downloads

Publicado

28-12-2018

Como Citar

Lowande, W. F. F. (2018). A HISTÓRIA TRANSNACIONAL E A SUPERAÇÃO DA METANARRATIVA DA MODERNIZAÇÃO. Rth |, 20(2), 219–245. Recuperado de https://revistas.ufg.br/teoria/article/view/56515