O PROBLEMA DA EMIGRAÇÃO E DO EXÍLIO EM PORTUGAL: IMAGENS E ANÁLISES (1910-1974)

Autores

  • Heloisa Paulo Universidade de COimbra

Palavras-chave:

emigração, exílio, Republicanismo, Estado Novo, historiografia

Resumo

O artigo pretende reconstruir a imagem atribuída ao emigrante e ao exilado pelos regimes vigentes em Portugal entre 1910/1974, tomando como exemplo a emigração/exílio português no Brasil. O emigrante como cidadão representante do regime no exterior e o exilado como o não-cidadão serão pontos fulcrais desta análise. Neste sentido, serão analisadas resoluções tomadas pelos regimes republicano e salazarista com relação à emigração. De igual forma, será tratada a problemática do exílio em ambos os casos. Como conclusão, será apresentado um breve balanço dos estudos realizados nos últimos anos a respeito da emigração e do exílio em Portugal. 

Biografia do Autor

Heloisa Paulo, Universidade de COimbra

Possui doutorado em História Contemporânea pela Faculdade de Letras/Universidade de Coimbra (1997). Atualmente é investigador integrado - CEIS20/Universidade de Coimbra. Tem experiência na área de História, com ênfase em História da Emigração, Salazarismo, Oposição ao Salazarismo e Propaganda no Século XX

Referências

ALMEIDA, Carlos & António BARRETO. Capitalismo e emigração em Portugal, Lisboa: Prelo, 1970.

ALMEIDA, J. C. Ferreira de. Dados sobre a emigração portuguesa em 1963-65: alguns comentários, Análise Social 13 (4), pp. 116-128, 1966.

ALVES, Jorge Fernandes. Os Brasileiros. Imigração e retorno no Portugal Oitocentista, Porto, 1994.

ARROTEIA, Jorge Carvalho. A emigração portuguesa — suas origens e distribuição, Lisboa: ICALP, 1983.

ARROTEIA, Jorge Carvalho. Atlas da Emigração Portuguesa. Porto: Secretaria de Estado da Emigração, 1985.

ARROTEIA, Jorge Carvalho e ROCHA-TRINDADE, Beatriz. Bibliografia da Emigração Portuguesa, Lisboa, I.P.E.D., 1984

BAGANHA, M. I.. “A emigração portuguesa no pós II Guerra Mundial”. In: PINTO. A. C. (Ed.), Portugal contemporâneo. Contemporâneo. Madrid: Sequitur, p. 213-232, 2000.

BAGANHA, Maria Ioannis. As Correntes Emigratórias Portuguesas no Século XX e o seu impacto na economia nacional. Análise Social, XXIX (123), 959–980, 1991.

BORGES, Marcelo J.. Chains of Gold. Portuguese Migration in Transatlantic Perspective. Leiden: Brill, 2009.

CANDEIAS, P.; GÓIS, P; Marques. J. e PEIXOTO, J. (2014), “Emigração portuguesa: bibliografia comentada (1980-2013)”, Socius Working Papers, nº01/2014. http://pascal.iseg.utl.pt/~socius/publicacoes/wp/WP01.2014.pdf

CÉSAR, Guilhermino. O Brasileiro na Ficção Portuguesa – O Direito e o Avesso de uma Personagem. Lisboa. Parceria M. Pereira, 1969.

CLÍMACO, Ana Cristina Pereira. Republicanos, Anarquistas e Comunistas no Exílio. 1927-1936. Lisboa: Colibri, 2017.

COSTA, Afonso. Estudos de Economia Nacional, I: O problema da emigração, Lisboa, Imprensa Nacional, 1911.

GALVANESE, Marina Simões. A Junta da Emigração e os Discursos acerca da Emigração e dos Emigrantes no Estado Novo do Pós-guerra (1947-1970). Dissertação de Mestrado da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra [texto policopiado], 2013.

GODINHO, Vitorino Magalhães. L'Émigration Portugaise (XVe.— XXe. Siècles) — Une Constante Structurelle et les Réponses au Changement du Monde. Revista de História Económica e Social, (1), 5-32, 1978.

GROPPO, Bruno. Exilés et refugies”: l’evolution de la notion de réfugié au XXe siècle. in: Historia Actual On Line, n.º2, p. 69-79, 2003.

HERCULANO, Alexandre, “A Emigração. 1873-1875”. In: HERCULANO, Alexandre, Opúsculos. Vol. II. Lisboa: Presença, 67-128, 1983.

HOLTON, K. D., KLIMT, A (ed). Community, Culture and the Making of Identity: Portuguese-Americans along the Eastern Seaboard, Dartmouth: Tagus Press, 2009.

MARTINS, Oliveira. O Brasil e as Colónias Portuguesas. Lisboa: Guimarães, 1978.

PAULO, H.. Entre republicanos e conservadores: a Câmara Portuguesa de Comércio e Indústria do Rio de Janeiro. Estudos do Século XX, Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX, Coimbra, Imprensa da Universidade de Coimbra, n.º 4, 2004.

PAULO, H..O Exílio Português no Brasil nas Décadas de Cinquenta e Sessenta. Cadernos CERU. 23(2): 33-50, 2012.

PAULO, H.. Aqui também é Portugal! A colónia portuguesa do Brasil e o Salazarismo. Coimbra. Quarteto, 2000.

PAULO, Heloisa; TORGAL, Luís R.. Cidadania, Nacionalismo e Propaganda Política. In: PEIXINHO, Ana; CAMPONEZ, Carlos; VARGUES, Isabel e FIGUEIRA, João José. (ed.). 20 Anos de Jornalismo contra a Indiferença, Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, pp. 169 – 188, 2015.

PAULO, H.. A identificação do inimigo: a propaganda oposicionista e os ataques ao salazarismo (1930-1974). In: RODRIGUEZ, Alberto Pena e PAULO, Heloisa (ed.). A cultura do poder. A propaganda nos estados autoritários. Coimbra: Imprensa da Universidade, pp. 437 – 454, 2016.

PEIXOTO, Maria Paula Brito de Torres. A Casa do Brasileiro. in: Os Brasileiros da Emigração. Vila Nova de Famalicão, 1999.

PENA-RODRÍGUEZ, A.. Diáspora, política e propaganda. Salazar e a colonia portuguesa nos Estados Unidos de América. in: LEDO, LÓPEZ e SALGUEIRO (eds.). Anuário Internacional de Comunicação Lusófona 2013. Comunicación na diáspora e diásporas da comunicación. Santiago de Compostela: Agacom, pp. 55-81, 2013.

PEREIRA, MIRIAM HALPERN. A Política Portuguesa de Emigração (1850 a 1930), Lisboa, A Regra do Jogo, 1981.

PEREIRA, Victor. A Ditadura de Salazar e a Emigração. Lisboa: Círculo de Leitores, 2014.

PINHO, Hélder. Portugueses na Califórnia. A História e o Quotidiano de Uma das Vivas Comunidades Lusas no Mundo. Lisboa: Editorial de Notícias, 1978.

QUEIRÓS, José Maria Eça de. A emigração como força civilizadora. Lisboa: Dom Quixote, 2001.

REIS, Célia. A Revolta da Madeira e Açores (1931). Lisboa: Livros Horizonte, 1990.

RIBEIRO, Gladys Sabina. A liberdade em construção. Identidade nacional e conflitos antilusitanos no Primeiro Reinado. Rio de Janeiro, Relume Dumará / Faperj, 2002.

ROCHA-TRINDADE, Maria Beatriz. A Emigração. Lisboa, Centro de Estudos Judiciários, 1986.

SANTOS, Maria Helena. Emigração e níveis de cultura: a União Portuguesa do Estado da Califórnia, 1880-1980, Análise Social 77-78-79 (19), pp. 961-986, 1983.

SANTOS, Y. L’Association Nationale des Portugais en France, une association culturelle portugaise au service de l’État portugais, 1965-1973. Revista Sapiens. História, Património, Arqueologia, nº1, pp. 130-158, 2009.

SERRÃO, Joel. Conspecto histórico da emigração portuguesa, Análise social 32 (8), pp. 597-617, 1970.

SERRÃO, Joel. Emigração Portuguesa, Lisboa: Livros Horizonte, 1972.

SERRÃO, Joel. Sobre a emigração e mudança social no Portugal contemporâneo” Análise Social, 87-88-89 (21), pp. 995-1004, 1985.

SILVA, Maria Beatriz Nizza. Documentos para a história da emigração portuguesa no Brasil (1850-1938), Rio de Janeiro: Nórdica, 1992.

VOLOVITCH-TAVARES. Les incertitudes et les contradictions d’une ‘bonne Intégration. in: Cahiers de la Méditerranée, 78, 158-176, 2009.

Downloads

Publicado

27-07-2017

Como Citar

Paulo, H. (2017). O PROBLEMA DA EMIGRAÇÃO E DO EXÍLIO EM PORTUGAL: IMAGENS E ANÁLISES (1910-1974). Rth |, 17(1), 147–161. Recuperado de https://revistas.ufg.br/teoria/article/view/48009

Edição

Seção

Cartografias da História da Historiografia portuguesa