WEBER E A CIDADE

Autores

  • Maria Palacios Universidade Estadual da Bahia

Palavras-chave:

Cidade, Sociedade, economia e política

Resumo

O presente artigo tem como objetivo fundamental explorar o conceito de Cidade para Max Weber, tendo como cerne de discussão a obra Die Stadt ? A dominação não-legítima: tipologia das cidades. Percebe-se que o conceito weberiano de Cidade, contido no referido livro, mostra-nos a complexidade do mesmo, onde se demonstra que para além do conceito econômico, tão essencial para Weber, os conceitos políticos se fazem igualmente importantes, principalmente, quando partimos da perspectiva de autonomia que as cidades europeias ocidentais possuíam, nos contextos analisados pelo sociólogo alemão.

Biografia do Autor

Maria Palacios, Universidade Estadual da Bahia

Possui graduação em Sociologia - University of Liverpool (1979) e mestrado em Sociologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2011). Atualmente é professor assistente da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e doutoranda do Programa de Pós-Graduação da FAUFBA. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Teoria Sociológica, atuando principalmente nos seguintes temas: centro histórico, Salvador, história de vida, cidades e história da Bahia.

Referências

CARDOSO, Fernando H. Autoritarismo e democracia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1975.

DOMINGUES, José M. A cidade: racionalização e liberdade em Max Weber. In: SOUZA, Jessé. A atualidade de Max Weber. Brasília: UNB, 2000.

ELIAS, Norbert. Os alemães; a luta pelo poder e a evolução do habitus nos séculos XIX e XX. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

FIGUEIREDO, Vilma. A atualidade de Max Weber. In: SOUZA, Jessé (Org.). A atualidade de Max Weber.Brasília: UNB, 2000.

FREITAG-ROUANET, Barbara. Global cities in informational societies. Diogenes, v. 50, n. 1, p. 71-82, 2003.

JAMESON, Fredric. A singular modernity: essay on the ontology of the present, London; Verso, 2002.

KOZIC, Karel. A dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

MARTINDALE, Don. Prefatory remarks: the theory of the city. In: WEBER, Max. The city. Tradução e ditado Don Martindale e Gertrud Neuwirth. Nova York: The Free Press; Londres: Collier-Macmillan, 1966.

MACRAE, Donald Gunn. As idéias de Weber.São Paulo: Cultrix/EDUSP, 1975.

MACRAE, Donald G. As idéias de Weber. São Paulo: Cultrix/Editora da Universidade de São Paulo, 1978.

NISBET, R. The sociological tradition. London, 1976.

NISBET, R. A., The unit-ideas of Sociology. In: ______. The sociological tradition. London, 1976.

QUEIROZ, Maria Isaura Pereira de. Do rural e do urbano no Brasil. In: ______. Cultura, sociedade rural e sociedade urbana no Brasil: ensaios. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos; São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo, 1978.

QUEIROZ, Maria Isaura Pereira de. Dialética do rural e do urbano: exemplos brasileiros. In: ______. Cultura, sociedade rural e sociedade urbana no Brasil: ensaios. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos; São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo, 1978.

WEBER, Max. The city. Tradução e ditado para o inglês Don Martindale e Gertrud Neuwirth. Nova York: The Free Press; Londres: Collier-Macmillan, 1966.

WIRTH, Louis. Urbanism as a way of life. American Journal of Sociology, v. XLIV, n. 1, p. 8. july 1938.

Downloads

Publicado

13-02-2017

Como Citar

Palacios, M. (2017). WEBER E A CIDADE. Rth |, 16(2), 133–153. Recuperado de https://revistas.ufg.br/teoria/article/view/44814

Edição

Seção

Max Weber