A CAUDA DO DIABO: ANTONIO GRAMSCI NA PERSPECTIVA DE JOSÉ ARICÓ

Autores

  • Rodrigo Jurucê Mattos Gonçalves Universidade Estadual de Goiás - UEG

Palavras-chave:

América Latina, Antonio Gramsci, José Aricó, Cadernos do Cárcere, pensamento gramsciano

Resumo

Este trabalho tem o objetivo de problematizar a contribuição de José Aricó (1931-1991) para uma leitura latino-americana da obra de Antonio Gramsci. O intelectual argentino foi um dos principais divulgadores da obra do autor dos Cadernos do cárcere. Segundo Aricó, Gramsci encontrou na América Latina uma difusão sem igual de seu pensamento, a ponto de formar parte de nossa cultura americana, como patrimônio comum de correntes de pensamento democráticas, reformadoras e revolucionárias. Essa vigorosa irradiação latino-americana do gramscismo não teve paralelo nem mesmo na terra natal do comunista italiano, daí sua importância para a esquerda. Fazemos o seguinte questionamento: o pensamento gramsciano pode ser considerado um fator de unidade para a esquerda dos diferentes países latino-americanos?

Downloads

Publicado

29-12-2015

Como Citar

Gonçalves, R. J. M. (2015). A CAUDA DO DIABO: ANTONIO GRAMSCI NA PERSPECTIVA DE JOSÉ ARICÓ. Rth |, 14(2), 109–130. Recuperado de https://revistas.ufg.br/teoria/article/view/39250

Edição

Seção

Artigos livres