ROBERT SOUTHEY VIAJANTE: DA (IM)POSSIBILIDADE DE SE APRENDER COM A HISTÓRIA DE PORTUGAL

Autores

  • André da Silva Ramos Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

Palavras-chave:

Robert Southey, História da Historiografia, Historicidade, História de Portugal, Relato de Viagem

Resumo

Neste artigo, analisa-se como o letrado britânico Robert Southey narrou a experiência dahistória de Portugal em sua primeira obra em prosa, as Letters Written During a ShortResidence in Spain and Portugal, publicada em 1797. Explora-se como as Lettersemergiram enredadas à dinâmica discursiva, metanarrativa e estética em vigor nahistoriografia ilustrada britânica do século XVIII. Por fim, a partir da interlocução dasLetters com a obra Scketches of Society and Manners in Portugal atribuída a WilliamCostigan, explora-se como Southey se valeu da porosidade entre os gêneros literários emsua composição, o que foi decisivo para sua recepção positiva nos periódicos.

Downloads

Publicado

2014-06-04

Como Citar

RAMOS, A. da S. ROBERT SOUTHEY VIAJANTE: DA (IM)POSSIBILIDADE DE SE APRENDER COM A HISTÓRIA DE PORTUGAL. Revista de Teoria da História, Goiânia, v. 11, n. 1, p. 188–216, 2014. Disponível em: https://revistas.ufg.br/teoria/article/view/30260. Acesso em: 14 jul. 2024.