“PRA QUÊ ME FAZ ASSIM, PARCEIRO”: HISTORIOGRAFIA BRASILEIRA E NORTE-AMERICANA NA DISCUSSÃO SOBRE A COMUNIDADE ESCRAVA

Autores

  • Fábio Pereira de Carvalho Mestrando em História Social (UFF) Professor Docente I SEEDUC-RJ

Palavras-chave:

Escravo, Historiografia, Brasil, Estados Unidos, Comunidade Escrava

Resumo

O presente artigo procura contribuir para a discussão sobre a definição de comunidadeescrava, conceito utilizado nas últimas décadas no estudo da escravidão no Novo Mundo.Para tanto, relaciona as preocupações da historiografia norte-americana e brasileira emrelação à questão do escravo como agente histórico, para depois se concentrar emhistoriadores que buscaram mostrar a formação e a composição do conceito de“comunidade escrava”.

Downloads

Como Citar

CARVALHO, F. P. de. “PRA QUÊ ME FAZ ASSIM, PARCEIRO”: HISTORIOGRAFIA BRASILEIRA E NORTE-AMERICANA NA DISCUSSÃO SOBRE A COMUNIDADE ESCRAVA. Revista de Teoria da História, Goiânia, v. 8, n. 2, p. 126–145, 2014. Disponível em: https://revistas.ufg.br/teoria/article/view/28957. Acesso em: 3 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos livres