Autoria, história intelectual e reflexões sobre a “cultura intelectual brasileira”

Autores

  • Thiago Lenine Tito Tolentino Doutorando em História pela UFMG

Resumo

Este artigo visa produzir uma reflexão acerca de temas-chave que compõem a história intelectual, tais como: autoria, linguagem e tradições disciplinares. Dessa forma, procura-se retomar a discussão acerca da autoria nos estudos literários e, posteriormente, na historiografia, analisando, principalmente, as produções de Roland Barthes, Michel Foucault e Reinhart Koselleck. Posteriormente, expõe uma reflexão crítica acerca da tradição do pensamento social brasileiro ao qual contrapõe o conceito de cultura intelectual brasileira, esboçado como ferramenta teórica para a reinterpretação da história intelectual brasileira.

Palavras-Chave: História Intelectual; Autoria; Hermenêutica; Pensamento Social Brasileiro; Cultura Intelectual Brasileira.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O autor como gesto. Profanações. São Paulo: Boitempo, 2007.

AGUIAR, Ronaldo Conde. Pequena bibliografia crítica do pensamento social brasileiro. São Paulo: Paralelo 15, 2000.

ALBUQUERQUE, Durval Muniz. Receitas Regionais: a noção como um ingrediente na historiografia brasileira ou o regionalismo como modo de preparo historiográfico. Anais XIII Encontro de História Anpu-Rio, Faperj, 2008. Disponível em http://encontro2008.rj.anpuh.org/resources/content/anais/durval.pdf

ALONSO, Ângela. Ideias em movimento – A geração de 1870 na crise do Brasil-Império. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

ARAÚJO, Inês Lacerda. Foucault e a crítica do sujeito. Curitiba: UFPR, 2001

BARBOSA JR, Adilson A. O autor entrevisto. In: QUEIROZ, Sônia (ORG). O que é um autor?, de Michel Foucault duas traduções para o português. Belo Horizonte: FALE/UFMG, 2011.

BARTHES, Roland. A morte do autor. Rumor da língua. São Paulo: Brasiliense, 1988.

BOTELHO, André; SCHWACZ, Lilia Moritz. Um enigma chamado Brasil. 29 intérpretes e um país. São Paulo: Cia das Letras, 2009.

COMPAGNON, Antoine. O autor. O Demônio da teoria. Literatura e senso comum. Belo Horizonte: EdUFMG, 2001.

FOUCAULT, Michel. O que é um autor? In: QUEIROZ, Sônia (ORG). O que é um autor?, de Michel Foucault duas traduções para o português. Belo Horizonte: FALE/UFMG, 2011.

KOSELLECK, Rheinardt. Historia y hermenéutica. Barcelona: Paidós, 1997.

ORY, Pascal ; SIRINELLI, Jean François. La fin d’un siècle? 1968. Les intellectuels en France – De l”affaire Dreyfus à nos jours. Paris: Armand Colina, 2002.

SEVCENKO, Nicolau. Orfeu extático na metrópole. São Paulo: Cia das Letras, 1992.

SOUZA, Ricardo Luiz de. Pensamento social brasileiro: de Raul Pompeia a Caio Prado Júnior. Uberlândia: EdUFU, 2011.

SANTOS, Wanderley Guilherme. Roteiro bibliográfico do pensamento político-social brasileiro 1870-1965. Belo Horizonte: UFMG; Rio de Janeiro: Casa de Oswaldo Cruz,

Downloads

Como Citar

Tito Tolentino, T. L. (2014). Autoria, história intelectual e reflexões sobre a “cultura intelectual brasileira”. Rth |, 10(2), 151–184. Recuperado de https://revistas.ufg.br/teoria/article/view/28285

Edição

Seção

A cultura intelectual brasileira: trajetórias institucionais e intérpretes