Trajetória intelectual do integralista Miguel Reale: do socialista liberal até a crítica ao liberalismo e socialismo

Autores

  • Felipe A. Cazetta Doutorando em História pela UFF

Resumo

Este artigo tem por objetivo apresentar a trajetória intelectual de Miguel Reale até sua inserção nas fileiras na Ação Integralista Brasileira (AIB). Deste modo, há a intenção de evidenciar as descontinuidades presentes no percurso ideológico do futuro Secretario Nacional de Doutrina do integralismo, seu posicionamento inicial simpático ao socialismo de Carlo Rosselli e, posteriormente, a rejeição aos postulados liberais e às concepções socialistas de modo geral.

Palavras-chave: Trajetória. Descontinuidade. Integralismo. Miguel Reale. Doutrina.

Referências

BERTONHA, João Fábio. Sob o signo do fascio: o fascismo, os imigrantes e o Brasil, 1922-1943. São Paulo: Tese de doutoramento apresentada ao Departamento de História (IFCH/UNICAMP), 1998.

LABRIOLA, Arturo. L’État et la crise: étude sur la dépression actuelle. Paris: Libraire dês Sciences Politiques et Sociales, 1933.

PAXTON, Robert O.. A Anatomia do Fascismo. Tradução de Patrícia Zimbres e Paula Zimbres. São Paulo: Paz e Terra, 2007.

PLEKHANOV, Guiorgui. O Papel do Indivíduo na História. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

REALE, Miguel. A Crise da Liberdade (1931) In. ______. Obras Políticas (1ª fase – 1931-1937). Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1983.

______. “A Posição do Integralismo” (1933). In. Perspectivas Integralistas. In. ______. Obras

Políticas (1ª fase – 1931-1937). Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1983.

________. Perspectivas Integralistas. Rio de Janeiro: Livraria H. Antunes, 1ª Ed. de 1935, 2ª Ed. de 1936. in. In. ______. Obras Políticas (1ª fase – 1931-1937). Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1983.

______. ABC do Integralismo. Rio de Janeiro: Livraria José Olympio Editora, 1935 (1ª ed. – 2ª ed. de 1936). In. ______. Obras Políticas (1ª fase – 1931-1937). Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1983A.

________. Atualidades Brasileiras. Rio de Janeiro: Schimidt Editor, 1937. In. ______. Obras Políticas (1ª fase – 1931-1937). Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1983.

________. Memórias: Destinos Cruzados. Vol. 1. São Paulo: Editora Saraiva, 1987.

ROSSELLI, Carlo. Socialismo Liberal. Tradução de Sérgio Barth. Brasília: Instituto Teotônio Vilela; Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1997.

VALOIS, Georges. Un nouvel age de l’humanité. Paris: Librairie Valois, 1929.

Downloads

Como Citar

Cazetta, F. A. (2014). Trajetória intelectual do integralista Miguel Reale: do socialista liberal até a crítica ao liberalismo e socialismo. Rth |, 10(2), 132–150. Recuperado de https://revistas.ufg.br/teoria/article/view/28284

Edição

Seção

A cultura intelectual brasileira: trajetórias institucionais e intérpretes