Literaturas (ou leituras) sem vergonha

Autores

  • Tânia Regina Oliveira Ramos

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v21i1.8626

Resumo

O artigo trata de uma síntese, testemunha de leituras, da produção de narrativas
brasileiras pós anos 1990. Em vitrines e prateleiras, alguns projetos editoriais
ofereceram-nos coleções, autorias e uma maior visibilidade literária. Nas
histórias narradas, o diálogo dos narradores e narradoras com pecados capitais,
morte, mistério, solidão, sexo, temas tão caros a uma literatura dita comercial.
Em outras palavras, e positivando a expressão pela conquista de leitores, duas
décadas de uma literatura corajosamente sem vergonha.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-01-08

Como Citar

RAMOS, T. R. O. Literaturas (ou leituras) sem vergonha. Signótica, Goiânia, v. 21, n. 1, p. 205–217, 2010. DOI: 10.5216/sig.v21i1.8626. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/8626. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigo