O erro como questão para a linguística

Autores

  • Cristóvão Gionani Burgarelli

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v13i1.7291

Resumo

Como a Lingüística, por tradição, acostumou-se a partir de pressupostos como
o da situação teórica ideal, da ficção de homogeneidade e do postulado teórico
do isomorfismo, os equívocos têm sido considerados como um fora da língua,
pois, conforme se tem entendido, representam o que não seria possível a um
sistema formal certo, consistente e previsível. No entanto, o que buscamos
discutir neste texto é a possibilidade de tratá-los como efeitos dos dois eixos de
que fala Saussure: o da combinação e o da substituição, os quais possibilitam
incessante e imprevisível produtividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-09-10

Como Citar

BURGARELLI, C. G. O erro como questão para a linguística. Signótica, Goiânia, v. 13, n. 1, p. 63–72, 2009. DOI: 10.5216/sig.v13i1.7291. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/7291. Acesso em: 1 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigo