Estrutura silábica e nasalidade em Waurá

Autores

  • Angel Corbera Mori

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v15i2.3756

Resumo

Este artigo descreve o processo de nasalização em Waurá, uma língua indígena da família Arawák falada na região do alto Xingu, estado de Mato Grosso, Brasil. À diferença da análise apresentada por Jackson & Richards (1966), autores que postulam vogais nasais como fonemas subjacentes, o autor do presente trabalho assume que essas vogais são produzidas pelo espalhamentode um auto-segmento nasal na estrutura fonética da palavra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-04-06

Como Citar

MORI, A. C. Estrutura silábica e nasalidade em Waurá. Signótica, Goiânia, v. 15, n. 2, p. 143–152, 2008. DOI: 10.5216/sig.v15i2.3756. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/3756. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigo