Ciência e racismo nos retratos literários de Jules Verne

Autores

  • Edmar Guirra dos Santos Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Pedro Paulo Garcia Ferreira Catharina Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v26i1.25213

Palavras-chave:

Jules Verne, retratos literários, fisiognomonia, interdiscurso, racismo, habitus.

Resumo

Este texto discute a relação interdiscursiva entre o literário e o científico, isto é, entre os discursos de Jules Verne e aqueles de Lavater e Gall, tomando como corpus os retratos dos personagens dos romances Cinco semanas num balão (1863), Os filhos do capitão Grant (1867) e O Chancellor (1875). Operando no  âmbito  de  um  paralelismo  intersemiótico,  usaremos  o  conceito  de interdiscurso sintetizado por Dominique Maingueneau e Patrick Charaudeau (2002). A relação interdiscursiva que ora apresentamos está ligada à utilização e  à  naturalização  de  discursos  científicos  que  visam  a  inscrever,  cultural e  historicamente,  as  imagens  dos  personagens  de Verne,  maneira  pela  qual o autor das Viagens extraordinárias legitima seu discurso, perpetuando um habitus dominante etnocêntrico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edmar Guirra dos Santos, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Doutorando em literaturas de lingua francesa pelo Programa de Pós-Graduação em Letras Neolatinas da UFRJ. Atua, principalmente, no tema Jules Verne.

Pedro Paulo Garcia Ferreira Catharina, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

Professor Doutor Associado II do Departamento de Letras Neolatinas - UFRJ

Downloads

Publicado

2014-11-12

Como Citar

SANTOS, E. G. dos; GARCIA FERREIRA CATHARINA, P. P. Ciência e racismo nos retratos literários de Jules Verne. Signótica, Goiânia, v. 26, n. 1, p. 217–239, 2014. DOI: 10.5216/sig.v26i1.25213. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/25213. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo