Poesia erótica e sensorial: do desejo à fantasia em Armando Freitas Filho

Autores

  • Kelcilene Grácia-Rodrigues Univerversidade Federal de Mato Grosso do Sul/Três Lagoas
  • Jorge Augusto Balestero Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/Três Lagoas - Mestrando do Programa de Pós-Graduaçã em Letras

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v25i1.23393

Palavras-chave:

Poesia brasileira contemporânea, Experiência poética, Linguagem, Subjetividade.

Resumo

Este artigo propõe uma leitura crítica e teórica de poemas do livro À mão livre (1979), do poeta carioca Armando Freitas Filho. Visa-se levantar aspectos da condição erótica dessa poesia com recorte em poemas selecionados da subdivisão intitulada “Mademoiselle Furta-Cor”’. Pretendemos mostrar como o poeta constrói poemas altamente subjetivos e sensoriais para o compartilhamento das experiências eróticas e literárias fantasiadas pelo eu lírico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kelcilene Grácia-Rodrigues, Univerversidade Federal de Mato Grosso do Sul/Três Lagoas

Possui graduação em Letras - Câmpus de Três Lagoas pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1994), Mestrado em Letras pela Universidade Estadual Paulista - Faculdade de Ciências e Letras de Assis (1998) e Doutorado em Estudos Literários pela Universidade Estadual Paulista-Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara (2006). É professora adjunta e, atualmente, é Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPG-Letras), Câmpus de Três Lagoas, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e Coordenadora, na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, do Doutorado Interinstitucional em Letras (DINTER) entre a Universidade Presbiteriana Mackenzie (Instituição Promotora) e a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (Instituição Receptora). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Poesia Brasileira contemporânea. Compõe o corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Letras (Docente Permanente) e do Programa Pós-Graduação em Estudos de Linguagens da UFMS/Campo Grande (Docente Colaboradora). Suas publicações voltam-se principalmente para os seguintes temas: Manoel de Barros, poesia, metáfora, Guimarães Rosa e literatura regional de Mato Grosso do Sul.

Jorge Augusto Balestero, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/Três Lagoas - Mestrando do Programa de Pós-Graduaçã em Letras

Discente no Programa de Pós-Graduação Mestrado em Letras, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS/CPTL - Brasil). Graduado em Letras-Licenciatura, com Habilitação em Português/Inglês, pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS-Brasil). Atualmente desenvolve estudos sobre poesia, com ênfase em Armando Freitas Filho. Tem experiência na área de Letras, atuando principalmente nos seguintes temas: Línguas Estrangeiras Modernas, Poesia Brasileira Contemporânea, Teoria Literária e Crítica Literária.

Downloads

Publicado

2013-10-14

Como Citar

GRÁCIA-RODRIGUES, K.; BALESTERO, J. A. Poesia erótica e sensorial: do desejo à fantasia em Armando Freitas Filho. Signótica, Goiânia, v. 25, n. 1, p. 81–95, 2013. DOI: 10.5216/sig.v25i1.23393. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/23393. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Seção Temática