Memória e esquecimento em reparação de Ian Mcewan

Autores

  • Mail Marques de Azevedo Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v23i1.16151

Resumo

Na tentativa de reparar seu falso testemunho ao acusar o amante de sua irmã de violência sexual, Briony Tallis, de 13 anos, precisa viver com a culpa e o arrependimento. Como uma romancista de sucesso, ela mais tarde recria os eventos do passado para permitir aos jovens amantes – ambos mortos na guerra – ?que sobrevivam e floresçam?. A tardia revelação do remorso – as memórias de Briony dentro da ficção de McEwan – fornece o arcabouço para nossa análise, que se concentra na memória como seu processo de criação. A memória como uma relação no tempo e a possibilidade ideal de alcançar sua antítese – o esquecimento – oferece o olvido em resposta ao desejo de redenção da protagonista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-11-08

Como Citar

DE AZEVEDO, M. M. Memória e esquecimento em reparação de Ian Mcewan. Signótica, Goiânia, v. 23, n. 1, p. 165–178, 2011. DOI: 10.5216/sig.v23i1.16151. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/16151. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigo