A constituição discursiva da predestinação de Xuxa

Autores

  • Fernando Zolin Vesz
  • Dánie Marcelo de Jesus

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v24i2.14969

Palavras-chave:

Análise de discurso crítica

Resumo

Este trabalho fundamenta-se em preceitos da análise de discurso crítica (FAIRCLOUGH, 2001; MAGALHÃES, 2010) e no conceito de cultura da mídia de Kellner (2001). Nele objetiva-se investigar a constituição da qualidade mítica da apresentadora Xuxa na edição especial da revista Contigo em homenagem aos seus trinta anos de carreira. A análise demonstra que a construção discursiva da sua predestinação torna-se crucial para compreender tanto o mito Xuxa, uma vez que é tida como o fator decisivo de seu sucesso profissional, quanto a reprodução e a manutenção de discursos que buscam explicações (sobre)naturais para o sucesso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-09-24

Como Citar

VESZ, F. Z.; DE JESUS, D. M. A constituição discursiva da predestinação de Xuxa. Signótica, Goiânia, v. 24, n. 2, p. 323–338, 2012. DOI: 10.5216/sig.v24i2.14969. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/14969. Acesso em: 30 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigo