Injustiças sociais e direitos humanos nas literaturas surdas: olhares emergentes para saberes poéticos

Autores

  • Jonatas Rodrigues Medeiros Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil Universidade Federal do Paraná, Curitiba, Paraná, Brasil. E-mail: jonataslibras@gmail.com https://orcid.org/0000-0001-7417-217X
  • Silvana Aguiar dos Santos Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. E-mail: s.santos@ufsc.br https://orcid.org/0000-0002-5310-7480
  • Gabriela Grigolom Silva Universidade Estadual do Paraná, Curitiba, Paraná, Brasil. E-mail: gabrielasofiantonio1@gmail.com
  • Edvaldo Carmo dos Santos Universidade Paulista, São Paulo, São Paulo, Brasil. E-mail: edinhopoesia@gmail.com

DOI:

https://doi.org/10.5216/rs.v6.68740

Palavras-chave:

Injustiças Sociais, Direitos Humanos, Literaturas Surdas

Resumo

O objetivo deste artigo foi mapear como as poesias surdas abordam a temática de injustiça social e direitos humanos, pois é crescente a circulação das poesias sinalizadas em vários formatos e suportes, tais como saraus, slams, festivais e congressos ou, ainda, em espaços virtuais, como plataformas de vídeos e redes sociais. O recorte concentrou-se na coleta de dados de poesias disponíveis em ciberespaços: corpus de slams, videopoesia e saraus em Libras registrados em vídeo. Duas poesias são analisadas e cotejadas com autores de perspectivas pós-coloniais e articulações possíveis para o campo das Literaturas Surdas. Os resultados apontam que as injustiças sociais e o tensionamento dos direitos humanos são temáticas cruciais apresentadas nas poesias analisadas em Libras, que operam como denúncia da privação linguística das comunidades surdas, violência racial e de gênero, privação de acesso a direitos básicos em serviços públicos, dores causadas por padrões estéticos e luta pelos direitos LGBTQI+.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jonatas Rodrigues Medeiros, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil Universidade Federal do Paraná, Curitiba, Paraná, Brasil. E-mail: jonataslibras@gmail.com

Mestrando em Estudos da Tradução pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina (PGET/UFSC) e tradutor intérprete de Libras da Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Silvana Aguiar dos Santos, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. E-mail: s.santos@ufsc.br

Doutora em Estudos da Tradução pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), professora do Departamento de Língua de Sinais Brasileira (LSB/UFSC) e do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução (PGET/UFSC). Professora do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução (POET/UFC).

Gabriela Grigolom Silva, Universidade Estadual do Paraná, Curitiba, Paraná, Brasil. E-mail: gabrielasofiantonio1@gmail.com

Graduanda em Teatro (Bacharelado) pela Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR). Artista, poeta e atriz surda.

Edvaldo Carmo dos Santos, Universidade Paulista, São Paulo, São Paulo, Brasil. E-mail: edinhopoesia@gmail.com

Pedagogo e arte-educador. Ativista surdo, poeta e ator. Idealizador do projeto “Olhares Poéticos em Libras” e organizador do bloco Vibramão.

Referências

ALCÂNTARA, Lívia Moreira de. Ciberativismo e movimentos sociais: mapeando discussões. Aurora: revista de arte, mídia e política, São Paulo, v. 8, n. 23, p. 73-97, jun./set. 2015.

ALMEIDA, Silvio Luiz de. Racismo Estrutural. São Paulo: Sueli Carneiro; Editora Jandaíra, 2020.

BALDI, César Augusto. Para uma sociologia das ausências da descolonização dos direitos humanos: notas iniciais sobre os aportes afros. Hendu – Revista Latino-Americana de Direitos Humanos, Belém, v. 6, n. 1, p. 47-68, nov. 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.18542/hendu.v6i1.2461

BEER, Hanna. Direitos Linguísticos como direitos fundamentais: as políticas linguísticas para as comunidades surdas no ordenamento jurídico brasileiro. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Direito) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2016.

BERNARDINO-COSTA, Joaze. A prece de Frantz Fanon: Oh, meu corpo, faça sempre de mim um homem que questiona!. Civitas, Revista de Ciências Sociais, Porto Alegre, v. 16, n. 3, p. 504-521, 2016. DOI: https://doi.org/10.15448/1984-7289.2016.3.22915

BRASIL. Decreto Nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, n. 246, p. 28-30, 23 dez. 2005.

BRITO, Ires dos Anjos. Lélia Gonzales: A Nêga ativa! In: Santiago, Ana Rita et al. (org.). Entre o pensamento de Lélia Gonzales e a palavra poética. Cruz das Almas. Bahia: UFRB, 2014. p. 18-36.

BRITO, Ires dos Anjos. Revisitando os percursos intelectuais e políticos de Beatriz do Nascimento e Lélia Gonzalez. 2012. Dissertação (Mestrado em Estudos Étnicos e Africanos) - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2012.

BRITO, Ires dos Anjos. In: MEIRA, Wermerson. Terminologias negro-africanas e a literatura negra surda. Plataforma Youtube. 27 de julho de 2020. Disponível em < https://www.youtube.com/watch?v=Qr0oT5yBNv0&t=4008s >

CAMARGO, Flávio Pereira. Homoerotismo e violência em “Terça-feira gorda”, conto de Caio Fernando Abreu. Fazendo Gênero: diásporas, diversidades, deslocamentos, n. 9, ago. 2010. Disponível em: http://www.fg2010.wwc2017.eventos.dype.com.br/resources/anais/1277843817_ARQUIVO_HOMOEROTISMOEVIOLENCIAEMTERCAFEIRAGORDA.pdf. Acesso em: 22 nov. 2020.

CARDOSO, Sebastião Marques; SILVA, Helen Carlo Souza da. Representações da violência no conto “Ana Davenga”, de Conceição Evaristo. Revista da Anpoll, Florianópolis, n. 43, p. 59-74, jul./dez. 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.18309/anp.v1i43.1038

CARNEIRO, Vinícius Gonçalves. Reflexões quanto à literatura marginal brasileira: comparando Ferréz a sua tradição literária. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, n. 50, p. 254-276, 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/2316-40185017

CARNEIRO, Aparecida Sueli. A construção do outro como não-ser como fundamento do ser. 2005. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.

CARVALHO, Elis Silva de. O extermínio das pessoas trans: a violência de gênero como enredo na literatura e na realidade. In: SMITH, Andreza do Socorro Pantoja de Oliveira. (coord.). Direitos humanos de grupos diferenciados: mulheres, transmulheres e travestis em foco. Porto Alegre: Editora Fi, 2019. p. 114-142.

CECHIN, Michelle Brugnera Cruz; SILVA, Thaise da. A boneca Barbie na cultura lúdica: brinquedo, infância e subjetivação. Zero-a-Seis, Florianópolis, v. 14, n. 26, p. 1-22, jul./dez. 2012a. DOI: https://doi.org/10.5007/1980-4512.2012n26p20

CECHIN, Michelle Brugnera Cruz; SILVA, Thaise da. Assim falava Barbie: uma boneca para todos e para ninguém. Fractal: Revista de Psicologia, Niterói, v. 24, n. 3, p. 623-638, 2012b. DOI: https://doi.org/10.1590/S1984-02922012000300012

CEI, Vitor. O teor testemunhal da poesia marginal: política, filosofia, desbunde. Curitiba: UFPR, 2011.

CÉSAIRE, Aimé. Discursos sobre o colonialismo. Tradução Claudio Willer. São Paulo: Veneta, 2020.

DAMASCENA. Alexandre Silva. A literatura a partir do território: a relação entre forma e conteúdo em Ferréz. 2015. Dissertação (Mestrado em Letras Vernáculas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.

DALCASTAGNÈ, Regina. Sobre guerras, ruídos e esquecimentos. In: DALCASTAGNÈ, Regina et al. (org.). Literatura e Direitos Humanos. Porto Alegre: Zouk, 2018. p. 31-46.

DALCASTAGNÈ, Regina; DUTRA, Paula Q.; FREDERICO, Graziele. Literatura e Direitos Humanos. Porto Alegre: Zouk, 2018.

DELGADO, Gabriel Estides. Potencialidades e limites da literatura. In: DALCASTAGNÈ, Regina et al. (org.). Literatura e Direitos Humanos. Porto Alegre: Zouk, 2018. p. 181-188.

EAGLETON, Terry. O que é literatura? In: EAGLETON, Terry. Teoria da literatura: uma introdução. Tradução de Waltensir Dutra. São Paulo: Martins Fontes, 2006. p. 1-24.

FANON, Frantz. Pele negra, máscaras brancas. Tradução Renato da Silveira. Salvador: EDUFBA, 2008.

FERNANDES, Sueli. Educação de Surdos. 2. ed. Curtitiba: Ibepex, 2011.

FERNANDES, Sueli; MOREIRA, Laura Ceretta. Políticas de educação bilíngue para os estudantes surdos. Educar em Revista, Curitiba, v. 33, n. 3, p. 127-150, dez. 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-4060.51048

FERNANDES, Sueli; MEDEIROS, Jonatas. Libras e arte: manifestações verbovisuais de artefatos culturais da comunidade surda. In: FERNANDES, Sueli; MEDEIROS, Jonatas Rodrigues. Libras e arte: manifestações verbovisuais de artefatos culturais da comunidade surda. Revista Espaço, n. 54, p. 15-29, 2020.DOI: http://dx.doi.org/10.20395/re.v0i54 Disponível em: <https://www.ines.gov.br/seer/index.php/revista-espaco/article/view/677/744> Acesso: 20 dez. 2020.

FERREIRA, Ana Paula. Videopoesia: uma poética da intersemiose. Em Tese, Belo Horizonte, n. 8, p. 37-45, 2004. DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1982-0739.8.0.37-45

GINZBURG, Jaime. Literatura e direitos humanos: notas sobre um campo de debates. Memórias da repressão. Santa Maria: UFSM/PPGL, 2008.

GODOY, Gustavo. Os Ka’apor, os gestos e os sinais. 2020. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2020.

GONÇALVES, Ricardo Juozepavicius. A superioridade racial em Immanuel Kant: as justificações da dominação europeia e as suas implicações na América Latina. Kínesis, Marília, v. VII, n. 13, p. 179-195, jul. 2015. DOI: https://doi.org/10.36311/1984-8900.2015.v7n13.5452

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 11. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

HALL, Stuart. Da Diáspora: Identidades e mediações culturais. Tradução Adelaine La Guardia Resende et al. 2. ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2018.

HOOKS, Bell. Erguer a voz: pensar como feministas, pensar como negra. Tradução Cátia Bocaiuva Maringolo. São Paulo: Elefante, 2019a.

HOOKS, Bell. Olhares negros: raça e representação. Tradução Stephanie Borges. São Paulo: Elefante, 2019b.

JESUS, Amanda Julieta; SOUZA, Florentina da Silva. Nossa arma-palavra: o ativismo intelectual das mulheres negras no poetry slam. REVELL - Revista de Estudos Literários da UEMS, [s. l.], v. 1, n. 24, p. 332-350, 2020.

KARNOPP, Lodenir Becker. Literatura Surda. EDT - Educação Temática Digital, v. 7, p. 2, 2006.

KARNOPP, Lodenir Becker. Produções culturais de surdos: análise da literatura surda. Cadernos de Educação, Pelotas, n. 36, p. 155-174, maio/ago. 2010.

KILOMBA, Grada. Memórias da plantação: Episódios de racismo cotidiano. Tradução Jess Oliveira. Rio de Janeiro: Cobogó, 2019.

LADD, Paddy. Em busca da Surdidade 1: colonização dos surdos. Tradução Mariani Martini. Lisboa: Surd’Universo, 2013.

LANE, Harlan. A máscara da benevolência: a comunidade surda amordaçada. Tradução Cristina Reis. Lisboa: Instituto Piaget, 1992. (Coleção Horizontes Pedagógicos).

LEHNEN, Leila. O direito à poesia. In: DALCASTAGNÈ, Regina et al. (org.). Literatura e Direitos Humanos. Porto Alegre: Zouk, 2018. p. 13-29.

MBEMBE, Achille. Crítica da razão negra. Tradução Sebastião Nascimento. 3. ed. São Paulo: n-1 edições, 2019.

MOURÃO, Cláudio Henrique Nunes. Literatura Surda: produções culturais de surdos em língua de sinais. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.

MOURÃO, Cláudio Henrique. Literatura Surda: experiência das mãos literárias. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016.

MUNANGA. Kabengele. Rediscutindo a mestiçagem no brasil. Identidade nacional versus identidade negra. 5 ed. rev. amp. - Belo Horizonte :Autêntica Editora, 2019.

NAKAGAWA, Hugo Eiji Ibanhes. Culturas Surdas: o que se vê, o que ouve. 2012. Dissertação (Mestrado em Cultura e Comunicação) - Universidade de Lisboa, Lisboa, 2012.

OLIVEIRA, Luiz Henrique Silva de. “Escrevivência” em Becos da memória, de Conceição Evaristo. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 17, n. 2, p. 621-623, 2009. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2009000200019

OLIVEIRA, Gabriela Miranda. Da menina à mulher: O empoderamento feminino como estratégia de publicidade na propaganda da boneca Barbie em detrimento da vaidade e submissão do primeiro comercial (1961-2015). In: ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA, 20., 2016, Uberaba. Anais eletrônicos [...]. Uberaba: ANPUH, 2016. Disponível em: http://encontro2016.mg.anpuh.org/resources/anais/44/1469208654_ARQUIVO_TextocompletoAnpuhDameninaamulher.pdf. Acesso em: 20 nov. 2020.

OTO, Alejandro de. Notas metodológicas en contextos poscoloniales de investigación. In: OTO, Alejandro de et al. (org.). Metodologías en contexto: intervenciones en perspectiva feminista, poscolonial, latinoamericana. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: CLACSO, 2017. p. 13-31. Disponível em: http://biblioteca.clacso.edu.ar/clacso/se/20180209122042/Metodologias_en_contexto.pdf. Acesso em: 25 nov. 2020.

THOMA. A.S. O cinema e a flutuação das representações surdas - “Que drama se desenrola neste filme? Depende da perspectiva…” Tese do Programa de Pós Graduação em Educação. UFRGS, Rio Grande do Sul. 2002. Disponível em: <https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/37838> Aceesado em 20. dez. 2020.

PALMEIRA, Francineide Santos; SOUZA, Florentina da Silva. Representações de gênero e afrodescendência na obra de Conceição Evaristo. In: ENECULT-ENCONTRO DE ESTUDOS MULTIDISCIPLINARES EM CULTURA, 4., 2008, Salvador. Anais eletrônicos [...]. Salvador: ENECULT, 2008. Disponível em: http://www.cult.ufba.br/enecult2008/14440.pdf. Acesso em: 25 nov. 2020.

PEREIRA, Rodrigo da Rosa. A periferia em Conceição Evaristo e Esmeralda Ribeiro: questões de gênero, raça e classe. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, Rio de Janeiro, n. 49, p. 33-50, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/2316-4018493

PIZA, Suze. Nota sobre o legado improvável de Kant: a crítica como método para produção de filosofias. Kant e-Prints, Campinas, v. 14, n. 3, p. 175-192, 2019.

QUADROS, Ronice.; SUTTON-SPENCE, Rachel. Poesia em Língua de Sinais: traços da identidade surda. In: QUADROS, Ronice Muller de. (ed.). Estudos Surdos 1. Petrópolis: Editora Azul, 2006. p. 110-165.

QUEIROZ, Jefferson Justino de. Literatura eletrônica: videopoema e videonarrativa, novas resistências à máquina capitalista. 2018. Dissertação (Mestrado em Literatura e Interculturalidade) - Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2018.

REZENDE, Patrícia. L. F. Implante coclear e resistência surda. Curitiba: CRV, 2012.

RODRIGUES, Carlos Henrique; BEER, Hanna. Direitos, políticas e línguas: divergências e convergências na/da/para educação de surdos. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 41, n. 3, p. 661-680, 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2175-623661114

SANTANA, Marluce Freitas de. Desconstrução do patriarcado em Ponciá Vicêncio: à guisa de um sumário. Seminário Interlinhas, Alagoinhas, v. 2, n. 2, p. 153-163, 2014.

SANTOS, Silvana Aguiar dos; FRANCISCO, Camila. Políticas de tradução: um tema de políticas linguísticas? Fórum Linguístico, v. 15, n. 1, 2018, p. 2939-2949.

SANTOS, Rhaul Lemos de. Negros/as surdos/as no Ensino Superior: mapeando cursos de graduação de Letras Libras. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade federal do Paraná, Curitiba, 2019.

SANTOS, Rhaul Lemos de; GRIGOLOM, Gabriela; MEDEIROS, Jonatas Rodrigues. Slam resistência surda: Curitiba: movimento e poesia. In: FERNANDES, Sueli; MEDEIROS, Jonatas Rodrigues. Libras e arte: manifestações verbovisuais de artefatos culturais da comunidade surda. Revista Espaço, n. 54, p. 31-53, nov. 2020. Disponível em: <https://www.ines.gov.br/seer/index.php/revista-espaco/article/view/678/745> Acesso em: 20. dez. 2020.

SANTOS, Edvaldo. MOTA. Erika. LITERATURA MARGINAL: DA VIZINHANÇA AOS SLAMS DE POESIA. In: RIGO. S. Nathália (org.). Textos e contextos artísticos e literários: tradução e interpretação em Libras: volume III - 1. ed. – Petrópolis: Arara Azul, 2020.

SEGALA, R. Tradução intermodal e intersemiótica/interlingual: Português brasileiro escrito para Língua Brasileira de Sinais. (Dissertação em tradução) Centro de Comunicação e Expressão Curso de Pós-Graduação em Estudos da Tradução. UFSC, 2010.

SILVA, Elen Karla Souza; CARDOSO, Sebastião Marques. Ponciá Vicêncio: rastros de memória e ficção. Kwanissa, São Luís, n. 2, p. 55-70, jul./dez. 2018.

SKLIAR, Carlos. A invenção e a exclusão da alteridade “deficiente” a partir dos significados da normalidade. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 24, n. 2, p. 15-32, jul./dez. 1999

SKLIAR, Carlos. Um olhar sobre o nosso olhar acerca da surdez e das diferenças. In: SKLIAR. Carlos. (ed.). A surdez: um olhar sobre as diferenças. 6. ed. Porto Alegre: Editora Mediação, 2013. p. 07-32.

SOUZA, José Alison Lemos. Desejo e violência na literatura homoerótica. In: GOMES, Carlos Magno et al. (org.). Imaginários literários e culturais. Aracaju: Criação, 2016. p. 64-77.

SOUZA, Lívia Natalia. Uma reflexão sobre os discursos menores ou a escrevivência como narrativa subalterna. Revista Crioula, São Paulo, n. 21, p. 25-43, 2018. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2018.146551

SOUZA, Nábia Araujo. Do conhecimento literário: ensaio de epistemologia interna dos estudos literários. 2006. Dissertação (Mestrado em Letras: Estudos Literários) - Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2006.

SOUZA, Ariel Oliveira Leite de; CORONEL, Luciana Paiva. Resistência através da escrita do testemunho em becos da memória de Conceição Evaristo. In: SEMINÁRIO CORPOS POSSÍVEIS NO BRASIL PROFUNDO – SENACORPUS, 1., 2018. Anais eletrônicos [...]. Rio Grande: Editora Realize, 2018. Disponível em: https://www.editorarealize.com.br/editora/ebooks/senacorpus/2018/TRABALHO_EV103_MD1_SA19_ID444_15032018164800.pdf. Acesso em: 3 nov. 2020.

SUTTON-SPENCE, Rachel. Imagens da identidade e cultura surdas na poesia em Línguas de Sinais. In: QUADROS, Ronice Müller de; VASCONCELLOS, Maria Lúcia Barbosa de. (org.). Questões teóricas das pesquisas em Línguas de Sinais. Florianópolis: UFSC, 2006. p. 329-339.

SUTTON-SPENCE, Rachel. Literatura de Língua de Sinais, Educação Surda e suas interfaces com as políticas linguísticas. Educação Unisinos, São Leopoldo, v. 24, p. 1-16, 2020. DOI: https://doi.org/10.4013/edu.2020.241.19486

SUTTON-SPENCE. Literatura surda feita por mulheres. In: SILVA, Arlene Batista da et al. (org.). Literatura e artes, teoria e crítica feitas por mulheres. Campos dos Goytacazes: Brasil Multicultural, 2018. p. 140-164.

SUTTON-SPENCE, Rachel. Por que precisamos de poesia sinalizada em educação bilíngue. Educar em Revista, Curitiba, n. esp. 2, p. 111-128, 2014. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-4060.37018

TERCEIRO, Francisco Martins Lopes. Deafhood: contribuições de Paddy Ladd à educação bilíngue para surdos. 2018. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2018.

WEININGER, Markus J. et al. Quando múltiplos olhares geram diferentes experiências de tradução ao português de um poema em libras: o caso de “Homenagem Santa Maria” de Godinho (2013). In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISAS EM TRADUÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE LIBRAS E LÍNGUA PORTUGUESA, 4., 2014, Florianópolis. Anais eletrônicos [...]. Florianópolis: UFSC, 2014. Disponível em: http://www.congressotils.com.br/anais/2014/2949.pdf. Acesso em: 28 nov. 2020.

Downloads

Publicado

2021-12-14

Como Citar

MEDEIROS, J. R. .; SANTOS, S. A. dos .; SILVA, G. G. .; SANTOS, E. C. dos . Injustiças sociais e direitos humanos nas literaturas surdas: olhares emergentes para saberes poéticos. Revista Sinalizar, Goiânia, v. 6, 2021. DOI: 10.5216/rs.v6.68740. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revsinal/article/view/68740. Acesso em: 23 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos