A definição de verdade em Tomás de Aquino

Notas sobre De veritate, 1, 1 e Summa Theologiae, I, 16, 1

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v27i1.71919

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar a definição de verdade em Tomás de Aquino. Para tanto, investigo dois textos que Tomás discute sobre a definição apropriada da noção de verdade. Além de defender que a manutenção da mesma definição em ambos os textos é algo filosoficamente relevante, pretendo apresentar e discutir os limites de duas opções de leitura divergentes da minha, a saber, a posição teológica de Dewan e a posição transcendental de Aertsen.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Pazos, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Amargosa, Bahia, Brasil, matheuspazos@ufrb.edu.br

É Professor Adjunto do Curso de Filosofia no Centro de Formação de Professores (CFP) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Doutor em filosofia pela Universidade Estadual de Campinas - Unicamp (2017). De modo geral, tem interesse em pesquisas relacionadas ao pensamento filosófico medieval [sobretudo nos séculos XIII e XIV no Ocidente latino] no que diz respeito à metafísica, teoria do conhecimento e lógica. Atualmente, tem por enfoque de pesquisa a doutrina medieval dos transcendentais. Além de temas em filosofia medieval, investiga temas filosóficos na obra de Luiz Gama. Realizou pesquisa de Pós-Doutorado no Departamento de Filosofia da Unicamp.

Downloads

Publicado

2022-08-19

Como Citar

PAZOS, M. A definição de verdade em Tomás de Aquino: Notas sobre De veritate, 1, 1 e Summa Theologiae, I, 16, 1. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 27, n. 1, 2022. DOI: 10.5216/phi.v27i1.71919. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/71919. Acesso em: 3 fev. 2023.