Música, fantasia e temporalidade na fenomenologia de Husserl

Autores

  • Vanessa Fontana Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), Cascavel, Paraná, Brasil, fontanessa@yahoo.com.br.

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v25i2.64469

Resumo

 O artigo analisa a questão da música nas obras de Edmund Husserl. Entre as obras mais importantes para o tema estão as Lições para uma fenomenologia da consciência interna do tempo publicada em 1905 e o volume XXIII da husserliana sob o título de: Fantasia, consciência de imagem e memória. Da fenomenologia das presentificações intuitivas. Textos póstumos (1898-1925). O artigo faz uma crítica às leituras limitadoras da compreensão da fantasia, modo de consciência que gere a arte musical. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

12-08-2021

Como Citar

FONTANA, V. Música, fantasia e temporalidade na fenomenologia de Husserl. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 25, n. 2, 2021. DOI: 10.5216/phi.v25i2.64469. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/64469. Acesso em: 17 jul. 2024.