Rousseau, um democrata radical?

  • Helena Esser dos Reis Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia, Departamento de Filosofia, Goiânia, Goiás, Brasil, helenaesser@gmail.com http://orcid.org/0000-0002-1367-4763
Palavras-chave: Democracia, Liberdade, Igualdade, Ação política, Condições sociais

Resumo

Inúmeros autores afirmam que Rousseau é um democrata radical, entretanto, ele mesmo, não parece apoiar um governo democrático. Instigados por esta situação buscaremos elucidar em qual sentido podemos considera-lo um defensor da democracia. Para isso, procuraremos seguir o pensamento político de Rousseau reconstituindo as condições originárias da existência humana, discutiremos as condições do pacto de associação e a investigaremos a manutenção do estado republicano por meio da ação política de legislar. Tentaremos, finalmente, elucidar o problema proposto, em primeiro lugar, com base na  distinção entre soberano e governo e, na possibilidade de corrigir as circunstâncias por meio das leis, encontraremos a segunda e mais radical resposta àqueles que o consideram um democrata.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Helena Esser dos Reis, Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia, Departamento de Filosofia, Goiânia, Goiás, Brasil, helenaesser@gmail.com
Publicado
07-01-2019
Como Citar
dos Reis, H. E. (2019). Rousseau, um democrata radical?. Philósophos - Revista De Filosofia, 23(2). https://doi.org/10.5216/phi.v23i2.52731
Seção
Dossiê de Artigos Originais