TRANSVALORAÇÃO E REDENÇÃO NA FILOSOFIA DE NIETZSCHE

Autores

  • Ildenilson Meireles Universidade Estadual de Montes Claros/Unimontes

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v21i2.43165

Palavras-chave:

Redenção, autossupressão, superação, Nietzsche.

Resumo

Desde O nascimento da tragédia Nietzsche esboça o tema da redenção numa perspectiva afirmativa, de modo especial pelo viés da arte. Dionísio aparece como a primeira figura capaz de redimir o homem do sofrimento, pois liberaria a vontade para novas configurações no interior do Devir. Mas é nos últimos escritos que uma filosofia da redenção ganha mais consistência em Nietzsche, na medida em que se articula com o tema da Transvaloração dos valores. Nosso propósito nesse artigo é destacar essa articulação entre transvaloração e redenção buscando argumentar acerca da implicação que nos parece ser a mais fundamental, que é a contínua necessidade de pensar a superação do homem em chave afirmativa, para além do projeto cristão de melhoramento da humanidade.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ildenilson Meireles, Universidade Estadual de Montes Claros/Unimontes

Professor no Programa de Pós-Graduação em História Social e no departemento de filosofia da Unimontes.

Downloads

Publicado

19-01-2017

Como Citar

MEIRELES, I. TRANSVALORAÇÃO E REDENÇÃO NA FILOSOFIA DE NIETZSCHE. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 21, n. 2, p. 85–106, 2017. DOI: 10.5216/phi.v21i2.43165. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/43165. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê de Artigos Originais