INTERNISMO DE RAZÕES E A CONCEPÇÃO PROCEDIMENTAL DE DELIBERAÇÃO CORRETA

Autores

  • Tiaraju Andreazza Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v20i2.34932

Palavras-chave:

Razões, Dimensão Explanatória, Dimensão Deliberativa, Concepção Procedimental.

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir a teoria de razões para ação defendida por Bernard Williams. Após apresentar os seus principais conceitos (condição internalista, dimensões explanatória e deliberativa, razões internas) e identificar o argumento que é oferecido em seu favor e contra posições alternativas, analiso a objeção de que a cogência do argumento depende da aceitação de uma concepção procedimental de deliberação correta que Williams teria assumido, sem argumentar, como verdadeira. Defendo que essa objeção é falsa porque é possível encontrar nos seus textos um argumento suplementar justificando a sua preferência por uma concepção procedimental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tiaraju Andreazza, Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade do Vale dos Sinos.


A área de estudos é metaética, normativadade e racionalidade prática.

Downloads

Publicado

06-03-2016

Como Citar

ANDREAZZA, T. INTERNISMO DE RAZÕES E A CONCEPÇÃO PROCEDIMENTAL DE DELIBERAÇÃO CORRETA. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 20, n. 2, p. 197–225, 2016. DOI: 10.5216/phi.v20i2.34932. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/34932. Acesso em: 28 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais