DELEUZE LEITOR DE HUME: EXPERIMENTAÇÃO, APRENDIZAGEM E O PENSAR

Autores

  • Simone Gallina Faculdade Palotina

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v12i1.3388

Palavras-chave:

Empirismo, Relação, Experimentação, Pensar.

Resumo

Pretendemos neste artigo apresentar uma aproximação entre as filosofias de Gilles Deleuze e de David Hume. Primeiramente mostraremos que, em sua leitura de Hume, Deleuze destaca a importância do empirismo para a filosofia, mas um empirismo diferenciado da interpretação feita pela tradição filosófica. Posteriormente, procuraremos mostrar que ambos os autores partilham perspectivas comuns, a saber, que o pensar se dá a partir de um acontecimento, que a instância propiciadora do pensar é a “relação”, e que o mesmo se apresenta como uma experimentação. Por fim, faremos uma breve apresentação de alguns pontos divergentes entre os filósofos, destacando o significado do empirismo para a filosofia da imanência de Deleuze.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Gallina, Faculdade Palotina

Trabalha atualmente na Faculdade Palotina (FAPAS). Possui Graduação em Filosofia - Licenciatura Plena pela Universidade Federal de Santa Maria (1995) e mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (1999). Doutoranda no Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação- UNICAMP. Tem experiência nas áreas de Filosofia e Educação, com ênfase em Filosofia e seu Ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: Filosofia, Ensino, Leitura, Escrita, Deleuze-Guattari, Criação conceitual e Atividade Filosófica.

Downloads

Publicado

31-12-2008

Como Citar

GALLINA, S. DELEUZE LEITOR DE HUME: EXPERIMENTAÇÃO, APRENDIZAGEM E O PENSAR. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 12, n. 1, 2008. DOI: 10.5216/phi.v12i1.3388. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/3388. Acesso em: 22 maio. 2024.